quarta-feira, 22 de maio de 2013

Descoberto inédito de Eça de Queirós

Trata-se de excertos da opereta A Morte do Diabo, composta em 1869 e que até agora era conhecida apenas por referências em textos dispersos dos seus libretistas Eça de Queirós e Jaime Batalha Reis. Foi descoberta no espólio do autor da música, Augusto Machado, na Biblioteca Nacional, numa partitura sem qualquer menção ao título nem aos autores. É esta a opereta inédita que agora se apresenta, com estudos de Irene Fialho (que a reencontrou), Mário Vieira de Carvalho e José Brandão.  
A Morte do Diabo mostra a expressão humorística dos seus autores, sobretudo de Eça de Queirós, numa faceta pouco conhecida, o verso cómico.


A obra é editada pela Editorial Caminho e estará à venda já na Feira do Livro de Lisboa, e em todas as livrarias, a partir do dia 4 de Junho.

1 comentário:

helena frontini disse...

Uma óptima notícia!!!