terça-feira, 30 de julho de 2013

«Carícias da Noite» e «E Se Fosse Um Anjo» são 2 novidades da Saída de Emergência

«O Mundo de Amanhã» ou «Os Segredos do Infinito»? É só escolher!

Com um preço inversamente proporcional à sua excelência, acabam de chegar à Dinalivro quase meia centena de títulos da editora IlusBooks, e entre as novidades eis os livros O Mundo de Amanhã e Os Segredos do Infinito.

Apresentando uma concepção gráfica quase tão interessante quanto os temas abordados, estes livros são apostas certeiras para a sua livraria.



O Mundo de Amanhã
E se o presente nos deixasse vislumbrar o futuro? Questionando referências vigentes, os arquitetos e os designers de hoje revelam-nos um pouco do amanhã neste livro, verdadeira máquina do tempo com sapatos de fibra ótica, sistemas vegetais de purificação do ar ou luzes que se espremem. A par de várias imagens, cada projeto desvenda-nos as últimas tendências a nível da arquitetura, moda, mobiliário, iluminação, tecnologia e mecânica. Porque a vanguarda é uma ideia já ultrapassada, atualize a sua livraria, encomendando O Mundo de Amanhã.



Os Segredos do Infinito
Com a ajuda de cientistas, escritores, filósofos e artistas, este livro aprofunda-nos a compreensão da ideia de infinito através de 150 artigos, que explicam leis, teoremas e paradoxos de um modo claro e divertido. No tempo ou espaço, o enigma do infinito é decifrado, bem como a sua presença nas ciências, arte e religião. Amparados por uma infinidade de imagens, os textos falam, entre outros tópicos, de fractais, de universos paralelos e até de medusas imortais, abarcando o que, por definição, nunca poderá ser limitado.


Estes livros podem ser encontrados nas melhores livrarias ou podem ser encomendados através do endereço: apoioclienteweb@bookhouse.pt ou através dos contactos da Dinalivro:

Passatempo: «A Loja dos Suicídios», de Jean Teulé

«Uma pérola de humor negro.»
 LE PARISIEN
«Uma loja de suicídios que está repleta de vida.»
LE FIGARO
«Você vai morrer a rir.»
LA DÉPÊCHE

 Sinopse               Texto opinativo publicado aqui no blogue        

Para te habilitares a ganhar um dos 2 exemplares em sorteio tens de responder acertadamente ao formulário abaixo. Atenção, pois só é válida 1 participação por pessoa.


O Passatempo decorrerá até ao dia 6 de Agosto.

Boa sorte!



Regras do Passatempo:
1) O passatempo decorrerá entre os dias mencionados, sendo exclusivo a participantes residentes em Portugal;
2) Será validado exclusivamente as participações com as respostas acertadas e será aceite apenas uma participação por pessoa ou email (salvo mencionado o contrário);
3) O vencedor será sorteado aleatoriamente através do Random.org e o seu nome publicado aqui neste post, além de ser comunicado ao mesmo via e-mail. Se ao fim de 15 dias, após ser contactado pelo administrador deste blogue, o vencedor não reclamar o prémio, será escolhido outro vencedor;
4) O administrador deste blogue e/ou a editora não se responsabiliza por eventuais extravios dos livros, aquando da expedição dos mesmos ao vencedor.


Passatempo: «Haï-Cantos Volume IX - Silêncio ao Vento», de António Oliveira Cruz


Para te habilitares a ganhar este livro tens de responder acertadamente ao formulário abaixo. Atenção, pois só é válida 1 participação por pessoa.


O Passatempo decorrerá até ao dia 4 de Agosto.

Boa sorte!



Regras do Passatempo:
1) O passatempo decorrerá entre os dias mencionados, sendo exclusivo a participantes residentes em Portugal;
2) Será validado exclusivamente as participações com as respostas acertadas e será aceite apenas uma participação por pessoa ou email (salvo mencionado o contrário);
3) O vencedor será sorteado aleatoriamente através do Random.org e o seu nome publicado aqui neste post, além de ser comunicado ao mesmo via e-mail. Se ao fim de 15 dias, após ser contactado pelo administrador deste blogue, o vencedor não reclamar o prémio, será escolhido outro vencedor;
4) O administrador deste blogue e/ou a editora não se responsabiliza por eventuais extravios dos livros, aquando da expedição dos mesmos ao vencedor.


segunda-feira, 29 de julho de 2013

«A Loja dos Suicídios», de Jean Teulé

Editora: Guerra & Paz
Ano de Publicação: 2008
3ª edição publicada em: 2013
Nº de Páginas: 160

O slogan impresso nos sacos da loja da família Tuvache é o seguinte: A sua vida foi um fracasso? Connosco, a sua morte será um sucesso! Mishima, o patriarca, gere esta loja que vende um sem-número de produtos mortíferos como venenos, facas, cordas, pistolas, seringas, bombons envenenados, etc. Engendrar mortes violentas é o seu passatempo preferido. A acompanhá-lo no negócio está Lucrécia, a sua mulher, uma especialista em preparar elixires tóxicos, uma das principais “atracções” de 'A Loja dos Suicídios'. Eles não dizem “até à próxima” mas “adeus” aos seus clientes. Por que será?
Vincent, Marilyn e Alan (nomes que honram os suicidas Vincent Van Gogh, Marilyn Monroe e Alan Turing) são os filhos do casal, também funcionários da loja, que herdam a apatia, a depressão e a obsessão por “vender a morte” aos clientes. Todos, excepto o mais novo, Alan, a ovelha branca da família, que se atreve a ver sempre o lado mais optimista da vida. Nesta “lojinha onde nunca entra um raio de sol” é este membro da família que incorpora alegria e sorrisos aos clientes depressivos e aos outros membros da família. Contudo, os seus pais já não sabem o que fazer, pois temem que este seu descendente possa arruinar o negócio tão próspero de há séculos. E não percebem como alguém pode sorrir o dia todo, cantando, dançando, pintando os seus desenhos com cores que não o preto e o cinzento. Alan vê-se assim completamente fora de lugar nesse mundo sombrio e decide derrubar essa onda de tristeza e fatalidade que paira nessa época em que vive, em que as pessoas vivem com auto-estimas enfraquecidas e, por isso, com um elevado grau de infelicidade (o tempo histórico e cronológico em A Loja dos Suicídios situa-se num futuro indeterminado). Nesse tempo — tal como no da nossa realidade! — a família Tuvache liga a televisão para assistir aos noticiários, permitindo assim que a tristeza, raiva, frustração, que lhes despertam as notícias sobre atentados, crimes, mortes, crises, etc., lhes traga um pouco de felicidade.
Estes são personagens irreais que nos lembram o lado negro que há em todos nós, pessoas não-ficcionais. Persona grata ou persona non grata? Eis a questão que o leitor pode colocar a si próprio, quando terminar a leitura deste livro (que deve ser lido por maiores de dezasseis nos, pelo mínimo) de poucas páginas.
Com muitíssima dose sobre a actualidade (embora o romance tenha sido publicado originalmente em 2007), A Loja dos Suicídios é um romance hilariante, uma crítica social escrita com humor e escárnio, que por vezes lembra-nos os filmes de Tim Burton e de Woody Allen. O macabro e o desconcertante é trabalhado subtilmente por Jean Teulé, autor de Montespan, também publicado pela Guerra & Paz. O livro foi e continua sendo um sucesso, principalmente, na França, e talvez, agora, com a adaptação para filme a obra chegue a um leque de leitores mais vasto.
Trailer do filme

Recordar Mário Quintana

Amanhã celebra-se o aniversário do nascimento de Mario Quintana (1906-1994) o «poeta das coisas simples» e vencedor do Prémio Machado de Assis. Foi um poeta, tradutor e jornalista brasileiro.

Eis em seguida alguns dos livros de Mário Quintana publicados pela editora brasileira Globo, (ver aqui a lista completa) e distribuidos em Portugal pela Dinalivro.

As escolhas literárias do Prof. Marcelo Rebelo de Sousa

Dos livros que o professor mostrou ontem, 28 de Julho, no Jornal das 8, na TVI, eu destaco os 4 seguintes:



quinta-feira, 25 de julho de 2013

Passatempo: 2 Sermões do Padre António Vieira

A Ática (uma editora da Babel) e o Silêncios que Falam, em parceria, têm para oferecer a um dos seguidores deste blogue um exemplar de cada um dos seguintes livros do Padre António Vieira: Sermão pelo Bom Sucesso das Armas de Portugal e Sermão ao Enterro dos Ossos dos Enforcados.
Faz 1 "Gosto" e partilha este link no teu mural do Facebook (Advertência: tens de escolher a opção visibilidade pública (só assim é possível confirmar a tua participação)).  

O nome do vencedor será conhecido em comentário e contactado via Facebook.
O Passatempo decorrerá até ao dia 29 de Julho.

Boa sorte!


Regras do Passatempo:
1) O passatempo decorrerá entre os dias mencionados, sendo exclusivo a participantes residentes em Portugal;
2) O vencedor será sorteado aleatoriamente através do Random.org;
3) O administrador deste blogue e/ou a editora não se responsabiliza por eventuais extravios dos livros, aquando da expedição dos mesmos ao vencedor.

Quer conhecer o número que o define, com a ajuda do Tarot?


Quer conhecer o número que o define? 
Quer compreender-se melhor a si mesmo para assim conseguir tomar as rédeas da sua existência? 

Em tempos de incerteza, Veet Pramad entrelaça os ensinamentos da Numerologia e do Tarot para o ajudar a identificar as suas lições e desafios de vida, ou seja, não só as suas potencialidades, mas também os obstáculos interiores que lhe dificultam a evolução. 
Ao contrário do êxito anterior do autor, «Curso de Tarot e o seu Uso Terapêutico», este seu novo livro não se destina a especialistas, mas antes a todos os leitores que veem no autoconhecimento uma via para a felicidade.



A apreensão em relação ao futuro torna-nos em determinados momentos um pouco vulneráveis. No entanto, se tivermos consciência das nossas limitações e reais necessidades conseguiremos atingir o equilíbrio que tanto desejamos. A proposta do livro Resolva os seus Desafios de Vida - Tarot e Numerologia consiste em conduzir o leitor numa reflexão que o desperte para a necessidade de se autoconhecer, uma vez que, de acordo com Veet Pramad, o essencial é que o ser humano seja capaz de se voltar para si mesmo, já que todos os problemas que se enfrentam têm origem na falta de ligação com o Eu. Neste sentido, fortalecemos aquilo em que nos concentramos e quanto mais para dentro de nós olharmos mais conectados ficmos com o Universo. A fim de facilitar o processo de consciencialização, o autor apresenta-nos uma forma de o leitor identificar quais são as suas Lições de Vida e os principais Desafios que o impedem de evoluir para, consequentemente, serem feitas as mudanças prementes, capazes de tornar a vida mais feliz.
EDITORA: Dinalivro
AUTOR: Veet Pramad
EAN: 9789725766262
PVP: 14
O outro livro do autor, publicado pela Dinalivro: Curso de Tarot e o seu Uso Terapêutico

Namora uma mulher/homem que lê



Clica nas imagens


quarta-feira, 24 de julho de 2013

Obras de Oscar Wilde publicadas pela Editorial Estampa


Consulta a ficha técnicas dos livros De Profundis, O Fantasma de Canterville, Salomé e O Retrato de Dorian Gray no site da editora www.estampa.pt


Oscar Wilde foi talvez o mais importante dramaturgo da época vitoriana. Criador do movimento dândi, que defendia o belo e o culto da beleza como um antídoto para os horrores da época industrial, Wilde publicou a sua primeira obra em 1881, a que se seguiram duas peças de teatro. A partir de 1887 iniciou uma fase de produção literária intensa, em que escreveu diversos contos, peças de teatro, como A Importância de se Chamar Ernesto, e um único romance, O Retrato de Dorian Gray. Em 1895, foi acusado de homossexualidade e violentamente atacado pela imprensa, tendo-se envolvido num processo que o levou à prisão. Morreu em Paris em 1900.
 

terça-feira, 23 de julho de 2013

Nexo lança 2ª edição de «O Livro de Ouro da Liderança»,de John C. Maxwell‏

COMO É QUE É POSSÍVEL QUE UM ÚNICO INDIVÍDUO CONSIGA TRANSMITIR IDEIAS E
INSTRUÇÕES SOBRE LIDERANÇA A TANTAS PESSOAS ESPALHADAS EM TANTOS LOCAIS
TÃO DISTANTES DO PLANETA?

Este livro é a resposta a essa pergunta.
O Livro de Ouro da Liderança é o mais pessoal dos trabalhos de Maxwell. Está recheado de histórias dos seus erros e sucessos de liderança e de pepitas de sabedoria adquiridas em consequência disso. E ele quer partilhar tudo isto consigo. Cada capítulo é como uma sessão individual com o maior guru em liderança do mundo, de acordo com o Leadershipgurus.net.
"Há anos que eu queria escrever este livro, mas prometi a mim mesmo só o fazer quando completasse 60 anos", diz Maxwell. "Quis deixar as lições de liderança que aprendi ao longo da minha vida da forma mais difícil, num livro que pudesse ser utilizado por mentores de líderes. Peneirei muito entulho para chegar ao ouro."

 

Bertrand editora publica memórias de Helga Weiss, uma sobrevivente do Holocausto

Excerto do livro

O Diário de Helga
A vida num campo de concentração pelos olhos de uma jovem
de Helga Weiss
 
Edição: 2013
Páginas: 216
Editor: Bertrand Editora
ISBN: 9789722526661
 
Sinopse
Em 1938, quando começa a escrever o seu diário, Helga tem oito anos. Juntamente com o pai, a mãe e os 45 000 judeus que vivem em Praga, sofre com a invasão e o regime nazi: o pai é impedido de trabalhar, as escolas estão-lhe vedadas, eles veem-se confinados ao seu apartamento. Depois têm início as deportações, e os seus amigos e familiares começam a desaparecer.
Em 1941, Helga e os pais são enviados para o campo de concentração de Terezín, onde vivem durante três anos. Helga regista o seu dia a dia — as condições duras, as doenças e o sofrimento, bem como os momentos de amizade, criatividade e esperança —, até que, em 1944, são enviados para Auschwitz. Helga deixa o diário com o tio que o esconde no interior de uma parede, para o preservar.
Do pai, nunca mais recebem notícias mas, milagrosamente, Helga e a mãe sobrevivem aos horrores de Auschwitz e aos penosos transportes dos últimos dias da guerra, conseguindo regressar a Praga. No momento em que regista as suas experiências desde Terezín, Helga tem quinze anos e meio. Faz parte do grupo muito reduzido de judeus checos que sobreviveu.
Reconstruído a partir dos cadernos originais, recuperados mais tarde de Terezín, e das páginas soltas nas quais Helga escreveu depois da guerra, o diário é aqui apresentado na íntegra, acompanhado por uma entrevista com Helga e ilustrado com os desenhos que fez durante o tempo que passou em Terezín. O Diário de Helga é, assim, um dos testemunhos mais vívidos e abrangentes escritos durante o Holocausto.
Helga Weiss com 83 anos (em 2012)
Helga Weiss nasceu em Praga, em 1929. O pai, Otto, trabalhava no banco do Estado e a mãe, Irena, era modista. Das 15 000 crianças levadas para Terezín, e mais tarde deportadas para Auschwitz, apenas 100 sobreviveram ao Holocausto. Helga foi uma delas. Ao regressar a Praga estudou arte e tornou-se famosa pelos seus quadros. Os desenhos e pinturas que Helga fez durante o tempo que passou em Terezín, e que integraneste diário, foram publicados em 1998, no livro Desenha o que Vês (Zeichne, was Du siehst). O romance da autoria do seu pai, E Deus Viu que Era Mau (Und Gott sah, daß es schlecht war), escrito durante o tempo que passaram em Terezín e que Helga ilustrou, foi publicado em 2010. Em 1954, Helga casou com o músico Jirí Hošek. Tem dois filhos, três netos e vive, até hoje, no apartamento onde nasceu.
 

O romance «D. João I», publicado pela A Esfera dos Livros, é o segundo livro de João Fernando Ramos


D. João I
de João Fernando Ramos
 
Nº de páginas: 368 + 8 extratextos
ISBN: 978-989-626-475-8

Ano de publicação: 2013
Editora: A Esfera dos Livros
Sinopse
Era preciso esquecer a incerteza, as dúvidas que lhe assolavam o coração. Era rei de Portugal, aclamado pelo povo e estava ali para a batalha definitiva, junto do seu fiel amigo e guerreiro do reino, Nuno Álvares Pereira. Iria vencer, como já haviam vencido outras difíceis batalhas, e afirmar-se para sempre na História de Portugal. João havia intuído os sinais que o destino lhe havia deixado… O jornalista João Fernando Ramos traz-nos, no seu romance estreia, a aventurosa e fascinante história de D. João I, o da Boa-Memória. Nasceu filho bastardo, foi mestre de Avis, mas a força das circunstâncias levaram-no a conjurar contra a regente D. Leonor Teles e o seu secretário galego Conde Andeiro, fiéis subservientes dos interesses do reino vizinho. Era preciso assumir um trono para o qual não estava destinado. Lutar pela independência de um povo contra a ameaça castelhana e afirmar a sua dinastia na História de Portugal. Para isso contava com a ajuda silenciosa de Adelaide, uma mulher misteriosa com o suave cheiro das montanhas… Do feliz casamento com a inglesa D. Filipa de Lencastre nasceu uma geração de filhos que marcou para sempre a história do país.

Armados cavaleiros pela mãe moribunda, juntos conquistaram Ceuta, sonharam com novos mundos, conquistaram novas alianças. Foram a Ínclita Geração. 

João Fernando Ramos - Nasceu na Lousã a 27 de abril de 1965. É casado e pai de dois filhos, o Diogo e o João Pedro. Filho de professores, cedo começou a descobrir história de encantar nos livros. Fascinou-se com a rádio logo na Escola Secundária Avelar Brotero, em Coimbra passando depois pela RDP-Centro, Rádio Nova e RTP. Apresentou as notícias da manhã, o Bom dia, o Jornal-2, Semana ao Sábado, na RTP2, o Jornal da Tarde na RTP1 e agora o 24 Horas na RTP2. Como repórter esteve entre muitos outros locais em Angola, na Bósnia, Croácia, Albânia, Iraque e Timor Leste. É atualmente editor executivo na RTP. Este é o seu segundo livro. O primeiro foi O Último Dakar em África.


segunda-feira, 22 de julho de 2013

«Todo o Anjo é Terrível», de Susanna Tamaro

Editora: Presença
Ano de Publicação: 2013
Nº de Páginas: 224

Na cidade italiana de Trieste, uma menina sensível e triste, chorava porque a sua cabeça «explodia de perguntas» e porque todos esperavam que ela fosse uma «menina normal.» Uma menina que «estava afundada na solidão», na mais dura das solidões, aquela em que estamos sós mas acompanhados por estranhos, por pessoas fisicamente presentes, mas ausentes em afectos. «Aos oito, nove anos, entre mim e o pequeno Buda não havia nenhuma diferença. Eu não tinha desejos, não tinhas apegos.»
A criança deprimida apenas contava com o amor de Gianna, a baby-sitter, e do da sua avó Elisa, que a criou depois que os seus pais se separaram («Ela foi a minha alma gémea, a grande companheira da minha existência»).
A partir dos 10 anos descobre o gosto pela natureza, pelas ciências naturais e pela observação de um outro mundo que não o dos seres humanos, o mundo que a fazia sofrer. Além de passar por uma infância terrível, a sua adolescência ficou marcada pelo sofrimento e pela desorientação, que terminou num internamento num hospital psiquiátrico alemão. É só depois que se forma adulta que Susanna Tamaro vê a sua vida ganhar tranquilidade e amor. Em Roma inicia os estudos em cinema, e começa a nutrir o gosto pela leitura: «Eu lia, de qualquer modo sem nunca perceber de modo nenhum que entre mim e as palavras houvesse uma ligação especial.»
Contudo, é em conjunto com um amigo que descobre, por acaso, o prazer de escrever, no caso, poesia. A escritora italiana, nesta obra, aponta para 1978 como o ano em que começou verdadeiramente a escrever. Durante 20 dias consecutivos escreveu a sua primeira obra, que foi recusada por várias editoras, ao longo dos 8 anos seguintes, e que até hoje a autora guarda em segredo. Com a cabeça nas nuvens é o título do seu primeiro romance, publicado em 1989, mas só com Vai aonde te leva o coração é que Tamaro ficou conhecida internacionalmente. Diz que escrever «é um esquartejamento da própria vida», que quer dizer «ir ao fundo das coisas com lucidez, crueldade, sem se deixar ofuscar por nada», e é por isso que todos os seus livros atravessam a escuridão e «exploram os territórios da inquietação e da perplexidade porque, só no momento em que sabemos não ter um caminho, é que começamos realmente a procurar um.»
Nesta autobiografia de leitura intensa, emotiva, que se lê como de um romance se tratasse, a autora de Para Sempre conta episódios íntimos e dolorosos da sua história familiar e partilha com os leitores como alguns dos seus livros foram idealizados. Em Todo o Anjo é Terrível Tamaro confessa que cada livro seu contém uma parte da sua própria história. Tal como nos seus romances — só que agora o faz directamente, sem incluir personagens fictícias — a sua própria biografia é contada de modo introspectivo, profundo, cruel, pois só assim a catarse de emoções podem se fazer sentir.
Além de se notar, por parte da autora, uma necessidade de partilha e desabafo, o objectivo deste livro de memórias é o de transmitir aos leitores a mensagem de que a dor, sofrimento e desamor podem vir a se transformar em alicerces e forças que nos protegerão num futuro, porque tudo se transforma se nos reconciliarmos connosco mesmos, com os outros, e assim a liberdade, o amor aparecerá. Onde se nasce? De quem se nasce? Quando se nasce? Tudo influencia o carácter da nossa personalidade, diz a escritora que não se apega a nada, não deseja nada e não espera nada de ninguém: «Na minha vida nunca aceitei, nem permiti que durassem, relações em que eu pressentisse um sinal de manipulação e de falsidade.»
A bisneta do escritor Italo Svevo, em Portugal já vendeu mais de 500 mil livros e em escala planetária ultrapassa os 15 milhões de exemplares. Contudo, apesar de ter publicado vinte livros, a escrita continua a ser para Susanna Tamaro «um ato absolutamente misterioso.»

Passatempo: «Mário de Sá Carneiro - Antologia Poética»

A Kalandraka Editora e o Silêncios que Falam, em parceria, têm 1 exemplar do livro Mário de Sá Carneiro - Antologia Poética (com ilustrações de Tiago Manuel), para oferecer.
Para te habilitares a ganhar o livro terás de responder acertadamente ao formulário abaixo.
nota: Poderás participar neste passatempo uma vez por dia, todos os dias, até ao último dia de passatempo. Já sabes que a matemática não falha: quantas mais vezes participares, mais hipóteses tens de ganhar!



O Passatempo decorrerá até ao dia 27 de Julho.

Boa sorte!



Regras do Passatempo:
1) O passatempo decorrerá entre os dias mencionados, sendo exclusivo a participantes residentes em Portugal;
2) Será validado exclusivamente as participações com as respostas acertadas e será aceite apenas uma participação por pessoa ou email (salvo mencionado o contrário);
3) O vencedor será sorteado aleatoriamente através do Random.org e o seu nome publicado aqui neste post, além de ser comunicado ao mesmo via e-mail. Se ao fim de 15 dias, após ser contactado pelo administrador deste blogue, o vencedor não reclamar o prémio, será escolhido outro vencedor;
4) O administrador deste blogue e/ou a editora não se responsabiliza por eventuais extravios dos livros, aquando da expedição dos mesmos ao vencedor.


Passatempo: «Inferno e Paraíso», de Peter S. Hawkins

A Saída de Emergência e o Silêncios que Falam, em parceria, têm 2 exemplares do livro Inferno e Paraíso para oferecer.

As primeiras 50 págs. do livro, em pdf, podem ser consultadas através do link:
http://www.saidadeemergencia.com/produto/-o-202137/inferno-e-paraiso/


O Passatempo decorrerá até ao dia 28 de Julho.

Boa sorte!



Regras do Passatempo:
1) O passatempo decorrerá entre os dias mencionados, sendo exclusivo a participantes residentes em Portugal.
2) Será validado exclusivamente as participações com as respostas acertadas e será aceite apenas uma participação por pessoa ou email (salvo mencionado o contrário);
3) O vencedor será sorteado aleatoriamente através do Random.org e o seu nome publicado aqui neste post, além de ser comunicado ao mesmo via e-mail. Se ao fim de 15 dias, após ser contactado pelo administrador deste blogue, o vencedor não reclamar o prémio, será escolhido outro vencedor;
4) O administrador deste blogue e/ou a editora não se responsabiliza por eventuais extravios dos livros, aquando da expedição dos mesmos ao vencedor.


domingo, 21 de julho de 2013

«O Segredo de Compostela», de Alberto S. Santos

Editora: Porto Editora
Ano de Publicação: 2013
Nº de Páginas: 480

Santiago, personagem do livro O Alquimista, de Paulo Coelho, caminhou na imensidão do deserto egípcio, procurando sempre escutar o que o seu coração dizia, dando motricidade ao seu sonho. Um outro peregrino bem conhecido da literatura, criado por Hermann Hesse, é Siddartha, que abdicou da sua vida material e enveredou-se numa longa viagem existencial ao encontro da paz espiritual. Um outro personagem não-fictício da nossa História, que viveu na Galécia (actual Galiza), na obsoleta Hispânia, no século IV, é Prisciliano, um homem amado e odiado, uma figura controversa, que tem suscitado ao longo dos tempos o interesse de estudiosos e pensadores, como Agostinho da Silva.
Sendo uma figura que através dos seus ideais religiosos despontou polémica no seio da Igreja, logo na sua era primordial, e tendo sido, como Alberto S. Santos, o autor de O Segredo de Compostela, revela numa recente entrevista televisiva, “um homem que viveu para além do seu tempo”, é compreensível que o seu legado tenha ido se desvanecendo, ao longo dos séculos.
“Ao longo dos tempos, um inquietante enigma paira sobre Santiago de Compostela: a quem pertencerão os restos mortais que ali se cultuam?” Esta é a questão vinda no preâmbulo desta terceira obra do autor, que desde o início prende a atenção do leitor, sendo que só nas páginas finais ele terá a resposta. Mas quem foi Prisciliano? Por qual caminho este líder espiritual se enveredou, para gerar tantos atritos e inimigos? Por que foi este jovem cristão galaico acusado de heresia, se ele fora um estudioso das Sagradas Escrituras, e um “buscador” da verdade, do Uno? Prisciliano só tentou desencadear uma revolução espiritual, nunca religiosa, e pagou por isso. Foi decapitado, decorria o ano de 385. O certo é que ele deixou uma marca espiritual muito forte no Ocidente da Península Ibérica.
A ideia central que subjaz neste romance ficcional construído em torno de factos históricos é fazer com que as pessoas tenham consciência que as peregrinações a Santiago de Compostela, que são realizadas por fiéis há mais de mil anos, podem fazer parte de um pacto da Igreja para angariar cada vez mais dinheiro, perdão… devotos. Em Espanha o tema é “incómodo” e oculto, — tal como o túmulo enterrado na cripta da Catedral espanhola. Como Prisciliano, o personagem ficcional, afirma: «Devemos conhecer para compreender, conhecer para concordar, conhecer para discordar» (p. 179)
Entrando em terrenos religiosos delicados, tal como já o fizeram escritores como José Rodrigues dos Santos e Luís Miguel Rocha, Alberto S. Santos apresenta uma obra sobre uma figura pouco conhecido das pessoas, que no entanto é dono de uma história fascinante, que continua a despoletar mistério, suspense, intriga, ou não estivesse em causa um dos maiores paradoxos da cristandade.
Assim, o objectivo de Alberto S. Santos é original, excluindo os limites da história e da ficção (o significado das rosas azuis; um homem e um cão, que aparecem tanto no ano IV como no ano XIX, em momentos cruciais da vida do jovem galego; as cenas sensuais entre ele e Egéria (apetrechadas de subtileza por parte do autor).
O resultado é uma biografia histórica caleidoscópicamente incentivante, escrita com o saber do autor de A Escrava de Córdova (2008) e A Profecia de Istambul (2010), que efectuou um meritoso trabalho de pesquisa histórica, que reflete-se na verosimilhança com que os factos do séc. IV são apresentados no decorrer da trama. Doutrinas várias como o gnosticismo, espiritualismo, ascentismo, meditação, paganismo, cristianismo, são abordadas com rigor na obra que centra-se quase na totalidade no século IV, variando apenas de cronologia no preâmbulo e epílogo, que passam-se no séc. XIX, quando um cardeal decide fazer escavações na cripta da catedral de Compostela.
De leitura compulsiva, este é um livro sobre um peregrino; um livro que fez de mim, leitor, um peregrino; um livro que deve peregrinar, além-fronteiras — pelo menos tem sido bem aceite pelos leitores portugueses, pois no momento que escrevo este texto O Segredo de Compostela, lançado no dia 22 de Maio, já encontra-se na 2ª edição.

(Texto publicado na revista Mais, do Diário de Notícias da Madeira, em 21/07/2013)


sexta-feira, 19 de julho de 2013

«Mil Milhões de Clientes», de Tiago Silvério Marques, é uma novidade Nexo


Mil Milhões de Clientes
de Tiago Silvério Marques
Com este livro conseguirá:
Colocar em prática um programa de Inovação Digital, utilizando o Facebook e outras alternativas, para verdadeiros gestores empreendedores que atuem como catalisadores de mudança, capazes de acelerar reações que transformem boas ideias em ideias lucrativas.
Quais os principais benefícios?
Pretendemos dar resposta a um conjunto abrangente de questões importantes e praticas na Gestão da Inovação no mundo Digital no ambiente de internet ou mobile:
• Como estar onde todos estão? Facebook e outras alternativas
• Como obter um fluxo constante de novas oportunidades de negócios?
• Como transformar a cultura da empresa?
• Como conseguir ser o mais inovador, vender mais e com mais lucro?
• Como construir um plano de novos negócios no mundo digital?
• Como desenvolver o seu modelo de negócios aproveitando o novo contexto do mundo digital.
• Aprender com casos práticos de vários setores
Testemunhos
“O Tiago Silvério Marques é um especialista de marketing e profundo conhecedor dos sistemas de informação e comunicação na era digital, na forma de segmentar e contactar com o público-alvo, o que hoje em dia é uma atividade fundamental para a venda da imagem e para o sucesso das empresas e organizações.”
João Carvalho das Neves, presidente do conselho diretivo da Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS) e professor catedrático no ISEG

“O Tiago é um gestor altamente responsável e dinâmico, e com um apurado sentido comercial e de marketing. É de uma enorme mais-valia para as empresas, pois constrói relacionamentos fortes e, em mercados agressivos, é 100% orientado para os objetivos.”
Bruno Camões e Vasconcelos, diretor-geral comercial do Diário Económico

“O Tiago foi uma das pessoas mais inspiradoras que conheci! Humilde, sem exageros, honesto, mas profundamente inteligente. Um Ás no Marketing, com quem se apreende o essencial da vida, sinceridade. Não tenho dúvidas em recomendar este profissional e amigo.”
Frederico d'Orey, CEO da d'Orey Consulting

“Considero o Tiago um profissional ‘completo’, no sentido em que não só detém um forte conhecimento do negócio, como também uma vasta experiência que lhe dá o conhecimento necessário sobre a melhor forma de atingir os objetivos. Sendo um profissional exigente e competente, tem também uma elevada inteligência emocional, que permite alinhar da melhor forma o esforço e empenho das equipas que coordena.”
Tiago Ribeiro, diretor da ICT Solutions Delivery, PT-SI

“O Tiago é um profissional com grande capacidade de inovação, o que o torna numa excelente fonte de inspiração para as equipas que com ele interagem. É também um comunicador nato que facilmente cativa as audiências e está sempre disponível para colaborar com os que lhe estão próximos.”

Vítor Heleno, Senior Commercial Project Manager da Q-Free ASA



O autor

Especialista em Marketing e Gestão da Inovação, é licenciado em Gestão de Marketing, pelo IPAM, e pós-graduado em Gestão de Inovação e Empreendedorismo, pela Universidade Católica.
Atualmente, é diretor de Multimédia do Sport Lisboa e Benfica, exercendo a função desde 2010, onde gere a equipa de multimédia, responsável por garantir a maximização da presença do Sport Lisboa e Benfica, nas suas diferentes vertentes, nos mais distintos canais digitais.
A sua experiência profissional passa por funções como consultor e diretor em várias empresas de referência eainda, como orador em várias conferências e workshops, em empresas e universidades, nas áreas de Liderança, Mudança, Segmentação de Marketing, Inovação e Marketing Digital. É ainda autor do livro Marketing de Peso.

www.tiagosilveriomarques.com