sexta-feira, 4 de julho de 2014

Novidade da editora Ideia-Fixa: «O dia em que sobrevivi»

«Por isso acreditem que as páginas de O dia em que sobrevivi são o mais próximo possível de estar lá com ela, nos dias em que, enquanto ela sobrevivia, nós, os amigos e a família dela, nos sentíamos, à distância, a morrer aos bocadinhos.» 
Nuno Markl
(in Prefácio)

«Há momentos que dividem a vida num antes e num depois. 
Bem vistas as coisas, passamos a vida nisso, nesses momentos e nos outros antes e depois. 
Há, no entanto, alguns cuja capacidade de cisão é superior. E há um que bate todos aos pontos. Pelo menos para mim que julguei não haver depois.» 
 Maria de Vasconcelos
  
Assim começa um relato impressionante, grande parte escrito numa maca de hospital. 
Maria de Vasconcelos, médica psiquiatra e autora de As Canções da Maria, conta‑nos um «incidente de percurso», como ela lhe chama «à falta de melhor eufemismo», que quase a vitimou no final de 2009. 
Afinal, As Canções da Maria poderiam nunca ter existido se o fungo Stachybotrys tivesse levado a sua avante.X

1 comentário:

Teresa Gonçalves disse...

Ansiosa para ler este livro.