quarta-feira, 1 de julho de 2020

6 sugestões de livros infanto-juvenis para ler este Verão

Com o selo da Minutos de Leitura, chega o livro Desculpa-me!, escrito por Barry Timms e com ilustrações de Sean Julian
Pelas chancelas Booksmile e Fábula do Grupo 20|20, encontram-se já à venda os títulos O Reino de Coral, Será o Mar o Meu Lugar? e Os Vizinhos. O primeiro, com texto de Laura Knowles e ilustração de Jennie Webbe; o segundo, é de Sarah Roberts e Hannah Peck; o terceiro, é da autoria da israelita Einat Tsarfat
Da Porto editora, Os medos não duram para sempre e Os micróbios não são para partilhar são dois livros ideais para pais e educadores usarem em casa ou em contexto de creche, jardim de infância ou nos primeiros anos de escolaridade. Das mesmas autoras de A voz não é para gritar (2018), Elizabeth Verdick e Marieka Heinle.
A história perfeita para ensinar às crianças a diferença entre pedir desculpa com sinceridade e sem sinceridade.
O Esquilo e a Coruja eram os melhores amigos... até ao dia em que tiveram uma TERRÍVEL DISCUSSÃO!
Quem será o primeiro a pedir desculpa? E será que um pedido de desculpas é suficiente para reatar a sua preciosa relação?

Muitos seres vivos fazem a sua parte na construção desta maravilhosa obra de arte. Vamos mergulhar para saber mais? Afinal, de que cor são os corais?
Corais coloridos, cardumes cintilantes de peixes, a diversidade de vida num recife de coral é celebrada neste livro de imagens visualmente deslumbrante, com uma mensagem ecológica sobre a necessidade de proteger esse ambiente mais precioso.
Através de rimas suaves e ilustrações belíssimas, este livro explora o ciclo da vida, a diversidade e a cor do ecossistema de recifes de coral, bem como as ameaças que os recifes enfrentam e o que podemos fazer para os salvar. Cada página está repleta de criaturas marinhas para descobrir e desfrutar.

Um livro essencial para despertar a consciência ecológica dos mais pequenos.
Com ilustrações muito divertidas e apelativas aliadas a uma história cativante, esta é a leitura ideal para crianças com preocupações ambientais e para os pais e professores, que tentam cada vez mais sensibilizar novas gerações para este assunto de extrema importância.


O prédio onde eu moro tem sete andares.
E em cada andar há uma porta um bocadinho diferente.
Enquanto sobe as escadas para chegar a casa, uma menina curiosa observa os pormenores, sente os cheiros e ouve os sons de cada andar.
Através deles, imagina o que haverá por detrás de cada porta e na sua cabeça os seus vizinhos são fantásticos acrobatas, ladrões de obras de arte, músicos… em contraste com os seus pais, que são muito aborrecidos. Mas será que é mesmo assim?


Todos sentimos medo em algum momento, e as crianças não são exceção. Com uma linguagem simples e ilustrações ternurentas e atrativas, este livro explica às crianças o que é o medo, como ele nos faz sentir e como podemos fazê-lo desaparecer.
Uma secção dedicada aos adultos sugere tópicos de conversa e atividades para realizarem com os mais pequenos.


Espirrar, tossir, usar a sanita... são coisas que todos fazemos. Mas que cuidados devemos ter? Com uma linguagem simples e ilustrações apelativas, este livro explica aos mais pequenos o que são os micróbios, o que fazem ao nosso corpo e como podemos livrar-nos deles. Ao contrário dos brinquedos, os micróbios não são para partilhar!
Uma secção final para os adultos lerem com as crianças ajuda a saber ainda mais sobre este tema.
Conhece aqui outras novidades infanto-juvenis.

terça-feira, 30 de junho de 2020

A Kalandraka está de regresso com novidades e reimpressões

Após um pequeno interregno na edição, a Kalandraka está de regresso com novos títulos infantis e juvenis, e algumas reimpressões.
De Eric Carle, além do recentíssimo A Pequena Semente, nas livrarias já se encontram novas edições de A lagartinha muito comilona e do belíssimo álbum Amigos.

As outras 3 novas publicações da editora são:
Oliver Button é uma menina, com texto e ilustrações de Tomie dePaola
Publicada em 1979, esta obra, que aborda os estereótipos e preconceitos de género, é tão atual e necessária como então. Oliver Button, vítima de bullying na sua escola por parte dos rapazes, pelo facto de não gostar de jogar à bola, nem de os acompanhar; mas apoiado pelas raparigas e incentivado pela sua professora de dança e pelos pais, apesar de uma certa relutância inicial, provará, ao não desistir dos seus sonhos, que é na verdade um cantor, um dançarino, um artista e muito mais… uma estrela, como todos reconhecerão no final.


Era duas vezes o barão Lamberto, escrito por Gianni Rodari e ilustrado por Pablo Otero
Uma obra divertida e disparatada onde, ao longo de doze capítulos e um epílogo, têm lugar as peripécias de um velho e endinheirado senhor aristocrata que, graças a um remédio egípcio muito antigo, vê a sua saúde melhorar consideravelmente, entre outros efeitos surpreendentes... A par de um humor constante e inteligente, Rodari também introduz nesta narrativa reflexões éticas sobre temas como o materialismo, a maldade, os direitos dos trabalhadores ou o sensacionalismo informativo. E isto porque a sua finalidade primordial enquanto escritor consistia em reivindicar o inconformismo, a rebeldia e inclusivamente a liberdade do próprio leitor para pôr em causa o fio da narrativa.


O peixe Arco-Íris, do autor suíço Marcus Pfister
O brilho das suas escamas iluminava a água sempre que passava, ao mesmo tempo que chamava a atenção dos outros peixes, que o admiravam e lhe pediam para brincar com ele, apesar da sua indiferença e vaidade. Porém, tudo mudou quando o peixe Arco-Íris negou insultuosamente uma das suas escamas cintilantes a um peixinho azul que, indignado, foi contar o sucedido aos seus amigos. A partir desse momento ninguém quis ter mais nada a ver com o peixe Arco-Íris e todos lhe viravam as costas quando se aproximava. Então, ele ficou só e triste... Um grande clássico da literatura infantil sobre a humildade, a generosidade e a bondade, já traduzido em inúmeras línguas e agora publicado no nosso país.

As reimpressões:
A casa da mosca fosca, de Eva Mejuto e Sergio Mora
Uma adaptação de um conto popular russo. As diferentes personagens introduzem os pequenos leitores num divertido e atrativo jogo de números e tamanhos, rimas, repetições e ritmos, que constituem elementos próprios da tradição oral. Uma história, aconselhada pelo PNL|LER+.

Não é fácil, pequeno esquilo, de Elisa Ramón e Rosa Osuna
Uma proposta literária e artística que pode, à primeira vista, despoletar a ideia de que os seus pequenos leitores possam sentir um certo desassossego ao lê-la. Porém, tal como sucede com o pequeno esquilo, também as crianças percebem de um modo natural a experiência da morte... e também elas procuram respostas para ela. A distância conferida pela dimensão de fantasia da própria história revela-se eficaz para os ajudar a compreender e a aceitar a perda de um ente querido.

O coelhinho branco, de Xosé Ballesteros e Óscar Villán
Em busca de ajuda para reconquistar a sua casa, ocupada pela terrível cabra cabressa, que se lhe saltasse em cima lhe partia a cabeça, o coelhinho branco vai deparando com várias surpresas... Um texto-fórmula, concebido tanto para ser lido como para ser contado, que brinca de forma especial com a sonoridade e a rima, ao mesmo tempo que exalta a amizade e a coragem, provando que a valentia não é uma questão de tamanhos!

De Virginie Aladjidi e Emmanuelle Tchoukriel voltam às livrarias os álbuns Inventário Ilustrado dos Animais, Inventário Ilustrado dos Dinossauros, Inventário Ilustrado das Flores e Inventário Ilustrado das Aves - estes três últimos, com o carimbo PNL|LER+.
Conhece aqui outras novidades infanto-juvenis.

Hoje é lançada uma biografia política de Amália Rodrigues

A Dom Quixote publica hoje Amália – Ditadura e Revolução (a História Secreta), uma investigação do jornalista Miguel Carvalho, que começou nas páginas da revista Visão, e atravessa dois regimes, vários continentes, e reúne perto de uma centena de entrevistas e depoimentos exclusivos para fazer um retrato político do século XX português através do percurso da “diva do fado”.
A obra, editada no centenário de nascimento da fadista, inclui fotos e testemunhos inéditos de Amália Rodrigues e de personalidades que com ela conviveram.

Amália – Ditadura e Revolução (a História Secreta) procura perceber quem foi realmente Amália Rodrigues? Como se relacionou com o Estado Novo e sobreviveu à admiração por Salazar? Como enfrentou a pobreza, seduziu a aristocracia e os intelectuais? Como ajudou presos políticos, cantou poetas proibidos, colaborou com antifascistas e financiou clandestinamente a oposição e o PCP? Como sobreviveu aos boatos, ataques e tentativas de silenciamento no pós-revolução? Como é que os políticos, os músicos, os poetas, a ditadura e a democracia lidaram com a maior cantora portuguesa de sempre?

segunda-feira, 29 de junho de 2020

sábado, 27 de junho de 2020

De Itália e dos EUA chegam os romances «O Anjo de Munique» e «Olive Kitteridge»

O romance L'angelo di Monaco, do escritor italiano Fabiano Massimi, ganhará tradução portuguesa já no próximo dia 7. O Anjo de Munique (Suma de Letras) é descrito como o tríler histórico de 2020.
Também no mesmo dia, é publicada a obra mais importante e comovente da americana Elizabeth Strout, autora de O meu nome é Lucy Barton e Tudo é Possível. Olive Kitteridge (Alfaguara) venceu o prestigiado Pulitzer Prize 2009.
Que esconde a morte de Angela Raubal, sobrinha de Hitler e o seu único verdadeiro amor?
Munique, Setembro de 1931. Faltam poucas semanas para que umas eleições históricas outorguem o poder aos nazis. O comissário Sigfried Saue é chamado com urgência a um elegante apartamento, onde Angela Raubal, 22 anos, conhecida como Geli, é encontrada no seu quarto sem vida. Ao lado do corpo um revólver, tudo sugere que se trata de um suicídio.
Em Crosby, uma pacata povoação costeira no Maine, todos conhecem Olive Kitteridge, a temível professora de Matemática do liceu, agora reformada, e Henry, o seu marido, farmacêutico gentil.
Lamentando os ventos de mudança que varrem a sua vila e o mundo, sempre pronta a apontar um dedo crítico, Olive nem sempre dedica aos que a rodeiam a sensibilidade ou tolerância que mereceriam.
Mas à medida que todas estas vidas se vão entrelaçando, Olive começa a conhecer-se melhor e a compaixão pelos outros e por si própria ganha terreno ao preconceito.

sexta-feira, 26 de junho de 2020

O livro que Stephen King escreveu sobre a sua vida e o seu ofício

Escrever - Memórias de um ofício, a autobiografia da arte do escritor norte-americano Stephen King (n. 1947), será publicada a 10 de Julho pela Bertrand Editora. Considerado pela Time um dos melhores 100 livros de não ficção de todos os tempos, este curto registo de memórias (o livro tem 288 pp.), iniciado em 1997, do mestre do suspense revela a sua história familiar e, sobretudo, o relacionamento com a escrita.
É um relato fascinante que, partindo da experiência concreta do autor, proporcionará aos leitores uma nova perspetiva sobre a formação de um escritor, com conselhos práticos e inspiradores sobre todas as fases, desde o desenvolvimento da intriga e a criação das personagens até aos hábitos profissionais e à fuga ao trabalho.

«King tem uma imaginação prodigiosa e sabe como despertar uma profunda empatia nos leitores. É um livro excêntrico e apaixonante.» - The Guardian

quarta-feira, 24 de junho de 2020

O que a Porto Editora nos traz em Julho e Agosto

Estes foram alguns dos títulos que o Grupo Porto Editora publicou ou vai publicar neste mês de Junho. Este grupo editorial já anunciou algumas das suas apostas para os próximos dois meses de Verão.
Já no próximo dia 2 de Julho, é publicado Vidas Adiadas, o novo e muito aguardado tríler psicológico de Dorothy Koomson. A autora de A filha da minha melhor amiga e de outros 14 romances já traduzidos para português, uma das maiores referências do romance feminino, regressa com novas intrigas, novas verdades e novas reflexões sobre as várias vidas em suspenso que um erro não tão inocente assim provocou.

Também na área da ficção, a 9 de Julho, chega às livrarias A morte e outros finais felizes, um livro que retrata os noventa dias que uma doente terminal, tem para se despedir da vida. Este não é um livro sobre uma história triste: neste divertido romance, Melanie Cantor fará com que os leitores reflitam sobre o que é verdadeiramente importante nas suas vidas.


O fenómeno literário Caderno dos Sonhos, do francês Julien Sandrel, que conta a história de uma mãe que tenta salvar o filho de um coma, realizando cada um dos seus sonhos.



Na não-ficção, a 6 de Agosto, a Sextante Editora publica O Fim do Armário, do jornalista e investigador argentino Bruno Bimbi. Trata-se de uma crónica das mudanças experimentadas por lésbicas, gays, bissexuais e trans no século XXI, mas que não foi escrita apenas para eles. Através de histórias pessoais e coletivas, o livro combate, de forma corajosa, a homofobia e transfobia, mas também o racismo e antissemitismo.

Pela Albatroz, no dia 27 de Agosto chega Curar em Minutos, da psicoterapeuta portuguesa de origem britânica Louise Fannon, que, neste livro, revela os segredos do tapping, uma poderosa autoterapia ao alcance de todos os leitores que os ajudará a lidar com as emoções de forma positiva.

terça-feira, 23 de junho de 2020

«Coronavírus: Liderança + Recuperação» à venda em finais de Julho

A 23 de Julho a Actual Editora publica, da Harvard Business Review, o livro Coronavírus: Liderança + Recuperação.
Tire o seu negócio da crise e diga adeus aos efeitos da pandemia. Com o Coronavírus a deixar muitos negócios de pernas para o ar, e várias economias em crise, a Harvard Business Review apresenta-lhe as respostas e o apoio de que precisa para combater estes tempos difíceis. Este livro vai ajudá-lo a entender melhor esta situação sem precedentes e dá-lhe as ferramentas de que precisa para que possa contorná-la e navegar para bom porto.
Outro livro que pode interessar: Coronavírus: um vírus assassino.
Outra novidade da mesma colecção, a sair no mesmo dia: Inteligência Artificial.

segunda-feira, 22 de junho de 2020

Porto Editora lança novos livros de autores de Espanha, Itália, Argentina, Inglaterra e América

Caminhos de Paixão é o esperado romance da escritora argentina Florencia Bonelli, que retoma uma das personagens mais misteriosas da trilogia Cavalo de Fogo, La Diana, revelando aos leitores a sua emocionante história.

De uma das romancistas e dramaturgas mais proeminentes da actualidade em Espanha, Vanessa Montfort, chega-nos Mulheres que compram flores, um romance «viciante, divertido, romântico e honesto» sobre a amizade e independência feminina, numa viagem épica rumo ao centro dos sonhos da mulher contemporânea.


Um dos fenómenos editoriais italianos mais recentes é trazido para os leitores de Portugal. O comboio das crianças é a história esquecida das crianças napolitanas acolhidas e salvas pelas famílias italianas do Norte, após a Segunda Guerra Mundial. «Viola Ardone mergulhou as mãos na história mais dolorosa da sua cidade. Passou a pente fino o dialeto e a mentalidade daqueles tempos, reconstruindo o cenário perfeito para um romance enorme sobre o poder da escolha.» La Stampa

O autor inglês do premiado bestseller internacional O Estranho Caso do Cão Morto (Ed. Presença, 2003) tem um novo romance: O Golfinho. Nele, Mark Haddon cruza as fronteiras entre o real e o imaginado diluem-se para dar lugar a uma narrativa única e imperdível, com ecos de histórias distantes, e onde a força e a resiliência femininas ecoam a cada momento.
Outro lançamento de Junho é O Teu Nome é uma Promessa, da autora Deborah Smith. Este que é o 8.º romance desta escritora americana que a Porto Editora traz para Portugal,  fala sobre duas famílias em tudo diferentes, e sobre um amor que começou a germinar na infância.
Conhece aqui algumas novidades do Grupo Porto Editora para Julho e Agosto.

'10 Razões' é o título de uma nova colecção infanto-juvenil, que vai pôr os mais pequenos a gostarem mais de animais

A Fábula, editora de livros infanto-juvenis para um público exigente e atento que procura qualidade literária, gráfica e didática, vai publicar durantes os meses de Junho e Julho, 6 álbuns pertencentes a uma nova colecção. Com uma linguagem acessível, a coleçcão 10 Razões apresenta várias curiosidades sobre animais muito apreciados pelas crianças, como a baleia, a tartaruga, o elefante, o urso, o leão e o pinguim.
O texto destes livros são da autoria da inglesa Catherine Barr, formada em jornalismo e Ecologia, e ex-editora no Museu de História Natural de Londres. As ilustrações têm a assinatura da japonesa Hanako Clulow.
As informações presentes nestes livros são um excelente ponto de partida para a sensibilização para a protecção destas espécies, tão ameaçadas pela acção do ser humano no meio ambiente.
Os excelentes acabamentos destas edições, com figuras recortadas e muito realistas, transmitindo uma sensação de relevo, contribuem para este visual clássico, muito apelativo para as crianças.

sábado, 20 de junho de 2020

Novos lançamentos: «Os Cruzados» e «A Conspiração do Graal»

Os Cruzados, de Dan Jones
Em Os Cruzados, Dan Jones apresenta uma perspetiva particular sobre um conflito medieval entre a cristandade e o islão que se manteve aceso durante quase quatro séculos e cujos ecos ainda hoje se fazem ouvir.
Mais do que uma simples exposição dos acontecimentos das Cruzadas, Dan Jones oferece-nos um enquadramento histórico com base numa sequência de episódios emocionantes. Os «cruzados» são mulheres e homens, cristãos das Igrejas do Oriente e do Ocidente, muçulmanos sunitas e xiitas, árabes, judeus, turcos, egípcios, berberes e mongóis e até um grupo viquingue.

A Conspiração do Graal, de Lynn Sholes e Joe Moore
De uma escavação arqueológica no deserto ao santuário dos Templários, este romance é uma empolgante combinação de ciência, rituais ancestrais, fontes históricas e suspense.
A possível descoberta do Santo Graal, a relíquia mais sagrada e procurada da humanidade, é a ponta do icebergue de uma conspiração que questiona os limites da fé e da ciência.
O que aconteceria se houvesse uma amostra do sangue de Cristo?
Clonaríamos Jesus?

sexta-feira, 19 de junho de 2020

«O Grande Livro das Flores», de Yuval Zommer

Editora: Bizâncio
Data de publicação: 05-05-2020
N.º de páginas: 64
Já chegou a Portugal um novo volume de uma série de livros infanto-juvenis encadernados em capa dura e de grande formato (24 x 35cm), iniciada em 2017 pela Editorial Bizâncio com O Grande Livro dos Insetos.
Com tradução assinada por Clara Alvarez, O Grande Livro das Flores segue a mesma linha editorial das obras anteriores, desta vez levando os leitores a descobrir o maravilhoso mundo das flores.
O livro abre com secções sobre as famílias e a anatomia das flores, seguindo-se páginas com factos interessantes sobre rosas, orquídeas, girassóis, estrelícias, túlipas, próteas, bromélias, entre outras.
Ficamos a saber, por exemplo que: existem mais de 3000 variedades de túlipas, de quase todas as cores; As plantas da família das próteas terão crescido ao mesmo tempo que os dinossauros, há quase 90 milhões de anos; As túlipas, os lírios e os narcisos são da mesma família das cebolas e dos alhos, e todos crescem de bolbos.
Neste grande livro para botânicos iniciantes, são também apresentadas curiosidades sobre plantas trepadeiras, malcheirosas, carnívoras e venenosas.
Nas últimas páginas deste álbum, Yuval Zommer dá dicas de como os mais pequenos podem se aventurar, com o auxílio dos pais, a criar uma mini-horta, seja ela de jardim ou de janela.
Além de toda a informação didáctica, a parte visual colorida e cativante acrescenta mais brio a O Grande Livro das Flores, um livro recomendado para crianças de todas as idades.
Já publicados deste autor encontram-se também O Grande Livro dos Animais (2018), O Grande Livro dos Oceanos (2018) e O Grande Livro das Aves (2019).

Joël Dicker, James Baldwin, Natt och Dag e Miguel Szymanski têm novos livros

Novidades Alfaguara
Joël Dicker regressa com um novo mistério. O Enigma do Quarto 622 é tido como o seu romance mais pessoal de sempre, sem deixar de ser um verdadeiro page turner, como sempre!
Com tradução de Valério Romão, chega uma obra de culto de James Baldwin, um dos grandes escritores americanos do século XX. O Quarto de Giovanni é «um dos 100 romances que moldaram o nosso mundo.»

Novidades Suma de Letras
Depois de 1793, a aguardada continuação do premiado autor e fenómeno editorial internacional. Muitas vezes apelidado de O Nome da Rosa escandinavo, com um pé firmemente cravado na tradição literária e outro na literatura de suspense, o sueco Natt och Dag criou um género inteiramente novo de tríler histórico sugestivo e realista. Em 1974 prevê-se agarrar muitos leitores às suas páginas!
Quando um país está à venda, uma vida pouco vale. Depois de Ouro, Prata e Silva, Miguel Szymanski está de volta com um novo tríler, O Grande Pagode.
Um triângulo amoroso, jogos de poder, traição e inveja – nada falta a esta intriga magnética, em que a verdade é muito diferente do que imaginávamos.
«Um policial intrigante. Pela primeira vez, o escritor entra em cena e ambienta a narração na Suíça onde nasceu. Uma pepita literária a descobrir com urgência.» Cosmopolitan

«Todas as hipóteses, até as mais loucas, são permitidas. A alquimia perfeita de um page turner criada pelo escritor suíço de imaginação transbordante.» L’apostrophée

«Assim que o mistério das personagens é revelado, podemos afirmar que Joël Dicker é magistral no seu género. Um sucesso garantido.» 24 Heures

«Mais um thriller vertiginoso. Como é o novo Joël Dicker? Como de costume. Uma vez aberto o livro, mergulhamos dentro dele como numa série. Ligações secretas, encontros frustrados, golpes baixos, vidas paralelas… As mentiras explodem como pipocas. O mistério crepita em cada página.» The World News

Impregnada de paixão, arrependimento e desejo, esta é a história de um trágico triângulo amoroso. E uma obra de culto merecido, que questiona a identidade de vários ângulos. Ao publicá-la em 1956, Baldwin quebrou mais do que um tabu: era um escritor negro a escrever sobre o amor entre dois homens brancos. O seu editor aconselhou-o a queimar o manuscrito, mas volvido este tempo O quarto de Giovanni é uma das obras mais célebres de Baldwin.
Neste novo episódio, o leitor reúne-se com Mickel Cardell e Anna Stina Knapp no seu mundo barulhento e depravado, onde o que fica do esplendor gustaviano está prestes a entrar em colapso. Estocolmo verá os seus dias tornarem-se mais sombrios e o antigo esplendor dará lugar à escuridão escondida nos cantos e recantos da corrupta cidade.
Um livro desaparece de circulação. Uma ministra torna-se vítima de chantagem. e um homem aparece morto numa praia de Sintra. Estes são alguns dos mistérios para desvendar neste livro.
Outra novidade da Suma de Letras: A Cidade das Mulheres, de Elizabeth Gilbert

Chega a Portugal um dos grandes romances de Olga Tokarczuk

Olga Tokarczuk (n. 1962) foi distinguida pela Academia Sueca com o Prémio Nobel de Literatura em 2019, pela sua «imaginação narrativa, que com uma paixão enciclopédica representa o cruzamento de fronteiras como forma de vida».
A Cavalo de Ferro, a sua editora portuguesa, lançou no ano passado dois livros desta autora polaca: Viagens e Conduz o Teu Arado sobre os Ossos dos Mortos. No final deste mês será publicado o primeiro grande sucesso, de 1996, de Olga Tokarczuk, Outrora e Outros Tempos, um romance histórico, filosófico e mitológico. A autora sempre quis escrever um livro como este: «A história de um mundo que, como todas as coisas vivas, nasce, cresce e depois morre… Cozinhas, quartos, memórias de infância, sonhos e insónia, reminiscências e amnésia fazem parte dos seus espaços existenciais e acústicos, compondo as diferentes vozes da sua história.»

Texto sinóptico: Outrora é uma aldeia polaca situada no centro do mundo e protegida por quatro arcanjos. Esta mítica aldeia, onde a relva sangra, a roupa tem memória e os animais falam por imagens, é povoada por personagens excêntricas e inesquecíveis – humanas, animais, vegetais, minerais – cujas existências obedecem aos ciclos das estações e à inexorável passagem do seu Tempo, mas também aos acontecimentos externos.
Durante três gerações, este microcosmo instável e arrebatador assiste ao eclodir de uma Grande Guerra, à Crise, a uma nova e Segunda Grande Guerra, à Ocupação Nazi, à invasão Russa, e ao choque entre a modernidade e a natureza, espelhando a dramática história da Polónia do século xx. 

Incipit
«Outrora é um lugar situado no centro do universo.
Atravessar Outrora de norte a sul com passo acelerado demora uma hora. O mesmo acontece de leste a oeste. E se alguém quiser dar a volta a Outrora com passo lento, observando detalhada e reflectidamente todas as coisas em redor, precisará de um dia inteiro. De manhã até ao entardecer.
A norte, Outrora tem como fronteira a movimentada e perigosa estrada de Taszów para Kielce, que desperta ansiedade no viajante. Esta fronteira encontra-se à guarda do Arcanjo Rafael.
A sul, a fronteira é demarcada pela vila de Jeszkotle, com a sua igreja, o lar de idosos e casas baixas construídas em redor da lamacenta Praça do Mercado. A vila é perigosa porque desperta o desejo de possuir e ser possuído. Deste lado, é o Arcanjo Gabriel quem guarda Outrora.»

quinta-feira, 18 de junho de 2020

Chega a Portugal a controversa autobiografia de Woody Allen

A tão aguardada autobiografia de Woody Allen será publicada a 23 de Julho. A Propósito de Nada (450 pp.) é o título do polémico livro de memórias do célebre realizador, actor e comediante dos últimos tempos, actualmente com 84 anos.

Sinopse
Neste livro de memórias sincero e muitas vezes hilariante, o célebre realizador, comediante, argumentista e ator oferece uma visão tão abrangente quanto pessoal da sua tumultuada vida. Começando pela infância em Brooklyn, Woody Allen relata os dias difíceis no stand-up, antes de alcançar reconhecimento e sucesso. Com a sua habilidade única para contar histórias, relata a passagem para o cinema e revisita a sua enorme e produtiva carreira, ao longo de 60 anos, como argumentista e realizador, de clássicos como 'Annie Hall', 'Manhattan' e 'Ana e as Suas Irmãs', até aos filmes mais recentes, incluindo 'Meia Noite em Paris'. Pelo caminho, fala sobre os seus casamentos, romances e amizades, de jazz e dos seus livros e peças de teatro. Conta-nos sobre os seus demónios, erros, sucessos e sobre aqueles a quem amou, com quem trabalhou e com quem, em igual medida, muito aprendeu.

Outro livro que pode interessar: Como Woody Allen Pode Mudar a Sua Vida