segunda-feira, 6 de julho de 2015

5 livros de colorir para descontrair nas férias, da Editora O Castor de Papel

Mandalas do Tibete
Este livro de formato prático e com espiral encoberta, para poder colorir e descontrair em qualquer lugar e momento, apresenta uma seleção das mandalas de tradição milenar criadas pelos monges do Tibete, com símbolos auspiciosos e cosmológicos, animais mitológicos, joias preciosas, oferendas e muito mais.

Uma mandala não é um simples símbolo ou motivo circular com um único significado ─ o processo de criação de uma mandala simboliza os ciclos da vida desde a origem até ao final, e cada elemento obedece a uma precisão perfeita que contém pensamentos, reflexões, ideias,sonhos e estados mentais. Colorir mandalas é uma atividade estimulante que favorece a concentração e a criatividade, uma terapiaanti-stress através da arte, que nos pode ajudar a alcançar o equilíbrio interior e traz muitos benefícios para a nossa saúde.

Kunsang Tsering, de origem tibetana, decidiu aos 14 anos mudar-se para a Índia e aprender a arte da pintura budista tibetana, em Dharamshala, onde se encontra o governo tibetano no exílio. Graças à experiência adquirida nos templos budistas de Bir, Darjeeling e Manali, teve a oportunidade de começar a trabalhar no mosteiro de Namgyal, residência de Sua Santidade, o Dalai Lama Tenzin Gyatso.



Mandalas de Arte Andaluza
As mais bonitas mandalas com motivos da herança histórica e património cultural da região da Andaluzia, como pavimentos, fachadas de monumentos, cerâmica, entre outros, encontram-se reunidas neste livro de formato prático e com espiral encoberta, para poder colorir e descontrair em qualquer lugar e momento.

A mandala é considerada um centro energético de equilíbrio e purificação que ajuda a transformar o ambiente e a mente. Daí a sua ampla utilização para enfrentar os desafios que a vida moderna apresenta, como o stresse, a ansiedade, a angústia e determinadas fobias e doenças.

Colorir mandalas é uma forma de arte-terapia que favorece a concentração e a criatividade, e nos pode ajudar a alcançar o equilíbrio interior, trazendo muitos benefícios para a saúde.

Paula Barral nasceu em Sevilha, Espanha, e licenciou-se em Filologia. O seu interesse pela difusão da cultura espanhola e pela aprendizagem de outras foi uma constante na sua vida, daí a sua motivação por viajar para muitos países de diferentes continentes e a sua experiência como professora de Espanhol como Língua Estrangeira em países como a França e os Estados Unidos. A sua paixão pelas mandalas levou-a a manifestar a sua faceta mais artística com a criação deste livro, onde tenta demonstrar a influência da arte andaluza como forma de refletir o seu ambiente.

O Meu Refúgio Perfeito
Quantas vezes desejou poder fugir do caos à sua volta? Poder desligar-se e ter um momento só seu, durante o qual teria toda a liberdade para colorir os sonhos, os desejos e as ideias que estão guardados dentro de si há muito tempo? Algo que poderá ser possível num lugar mágico, como este livro que tem agora nas suas mãos.

Nestas páginas, que certamente o encantarão pela sua beleza e originalidade, mais do que encontrar o seu refúgio, descobrirá uma nova forma de encarar a vida, dando-lhe mais cor e encontrando frases e inspirações que podem mudar a sua vida.

Colorir com atenção e concentração permitir-lhe-á desenvolver a sua criatividade e anular a ansiedade e angústia do dia-a-dia. Dedicar a sua plena atenção (mindfullness) a um trabalho manual relaxante e criativo é, segundo os terapeutas, a alternativa ideal para o seu bem-estar e alívio do stress. A profundidade das citações integradas nas ilustrações completarão esta sua elevação espiritual.

Não hesite, comece já a criar a sua própria obra de arte!



Mandalas para colorir 1
A mandala, ou desenho centrado, é a força da vida- a força centrífuga, que leva a criança à exploração, e a força centrípeta, que devolve o adulto à introspeção. Assim, colorir mandalas é uma atividade que favorece a concentração e a criatividade. Uma vez coloridas servem para a contemplação e meditação. Esta forma de arte-terapia é muito utilizada em escolas, hospitais e outros contextos, pois não só combate o stress do dia-a-dia como ajuda a alcançar o equilíbrio interior, com comprovados benefícios para a saúde.



Mandalas para colorir 2
A autora/ilustradora, Marie Pré, é uma reconhecida especialista no uso de mandalas em contexto neuropedagógico, tendo sido responsável para iniciar todo um movimento de reflexão sobre o « desenho centrado». A mandala é a imagem natural do movimento vital de todo o ser, é a força centrífuga que leva a criança à exploração, e a força centrípeta que devolve o adulto à introspeção.

Esta forma de arte-terapia foi primeiro aplicada em crianças em idade pré-escolar e depois noutros contextos como hospitais, asilos, lares de terceira idade ou prisões. De facto, colorir mandalas é uma atividade que favorece a concentração e a criatividade, combate o stress do dia-a-dia e ajuda a alcançar o equílibrio interior, tendo por isso muitos benefícios a saúde.

Mais informações e visualização de algumas imagens do interior destes livros: aqui.


1 comentário:

Nídia Solange Pereira disse...

Sem dúvida uma coleção que adorava ter!