quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

«A Longa Estrada Para Casa», de Saroo Brierley

Editora: Presença
Data de publicação: 05/09/2015
N.º de páginas: 208

Com uma recente adaptação ao cinema, o livro A Longa Estrada Para Casa, de Saroo Brierley, conta a história que o próprio viveu durante vinte e cinco longos anos de separação da sua mãe e irmãos. «(…) olhámos um para o outro durante mais alguns segundos e senti uma fina pontada de tristeza por uma mãe e um filho demorarem tanto tempo a reconhecerem-se um ao outro.» Este é um excerto da página 141 do livro, que mostra um dos momentos mais aguardados por Saroo, que se concretizou em 2012, tinha ele 30 anos.
Para percebermos a sua história temos de recuar a 1986. Com cinco anos, este rapaz nascido na região central da Índia, depois de mais um dia a pedir esmola nas ruas, desencontra-se de Guddu, o irmão mais velho. Sem saber como regressar a casa, ele entra num comboio, e dado o seu cansaço, ele adormece por várias horas e distancia-se por muitos quilómetros de Khandwa, a sua cidade. Quando acorda e pisa o solo, ele não se apercebe que está em Calcutá.
Após alguns dias a deambular sozinho pelas ruas, ele é perscrutado por um cidadão local, e ao encontrá-lo sem identificação nenhuma, o leva para um orfanato. Alguns meses depois, Saroo vê-se em terras australianas, «um mundo muito diferente daquele em que nascera», após ter sido adoptado por um casal. Após o choque de chegar a um país com cultura e hábitos diferentes da sua, esta «criança difícil de alcançar – era cauteloso e reservado» adapta-se ao seu novo mundo muito mais abastado e tendo novos pais.
Enquanto vai crescendo, o seu interesse por reencontrar a sua família vai também aumentando. É já quando é adulto que o seu interesse torna-se numa obsessão, passando horas intermináveis na internet a pesquisar no Google Earth hipotéticos locais da Índia, que pudessem lhe relembrar algo: «Quando soube o que o Google Earth podia fazer, fiquei com o coração em pulos (…) parecia ter sido inventado para mim – era a ferramenta perfeita»; «havia alturas em que duvidava da sensatez, e até da sanidade do que andava a fazer».
Até que num dia fez-se luz… e concretiza-se o reencontro de Saroo com a família biológica, na sua terra natal.
A Longa Estrada Para Casa (título original: A Long Way Home; tradução de Maria João Ferro), é um relato memorialístico pungente, um testemunho inspirador de um protagonista que sempre teve fé e persistência, que fará o leitor reflectir sobre o poder da esperança e no do restabelecimento de laços afectivos.
Um livro recomendado para leitores que se interessam por histórias verídicas.


Excertos
«Todos chegamos a um ponto, no início da idade adulta, em que nos interrogamos sobre o que devíamos estar a fazer com as nossas vidas – pelo menos, qual a direção que devemos tomar. Para além de encontrar uma forma de subsistência, temos de pensar no que é mais importante para nós nas nossas vidas.» (p. 106)

«… o homem regressou e disse as palavras que nunca vou esquecer: “venha comigo. Vou levá-lo à sua mãe".» (p. 140)
Trailer do filme.

Sem comentários: