quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Treze novos livros infanto-juvenis

De Jimmy Liao, um dos ilustradores asiáticos mais reconhecidos a nível mundial, a Kalandraka fez chegar às livrarias esta semana um novo álbum. Depois de Desencontros (2014), Segredos na Floresta (2015), O Peixe Que Sorria (2015) e Noite Estrelada (2016), Esconder-se num Canto do Mundo chega agora a Portugal.
Para aqueles que têm a sensação de que o mundo não funciona, há um canto onde se podem esconder e aí encontrar a tranquilidade e o silêncio em forma de notas de música. Esconder-se num canto do mundo é mais uma proposta de Jimmy Liao que toca de forma sensível tanto a beleza como a tristeza da vida.
Para quem gosta de livros interativos e gosta de seguir as pisadas de heróis, não pode deixar de procurar nas livrarias O Museu em Pijamaram, o mais recente título dos criativos franceses Michaël Leblond e Frédérique Bertrand, o quinto que a Kalandraka publica.
Em O museu em pijamarama, o já conhecido herói empreende uma visita ao museu, toda ela feita de divertidas movimentações, para compreender a mecânica de algumas obras essenciais da arte moderna e contemporânea.
Um livro lúdico e interativo para leitores de todas as idades.
Outros álbuns: Nova Iorque em pijamarama; Luna Parque em pijamarama; Paris em pijamarama; Os meus robôs em pijmarama.


De Eric Carle, autor de inconfundíveis álbuns como Amigos, O Senhor Cavalo-marinho, Sonho de neve e O grilo muito silencioso, todos publicados pela kalandraka, chegou recentemente às livrarias um novo título com desafios divertidos para pré-leitores e primeiros leitores: Da Cabeça até aos Pés (tradução de Ana M. Noronha).
Os animais mexem os seus corpos de formas muito diferentes - tal como os humanos. Podemos observar os gorilas, os camelos e outros animais a bater no peito, a dobrar os joelhos, a arquear as costas e até a curvar o pescoço… Porém, o mais divertido é se o leitor responder ao desafio deste livro, juntando-se e imitando o pinguim, a girafa o búfalo e outros mais. Da cabeça até à ponta dos pés, irá certamente retorcer-se, balançar-se e rir à gargalhada, à medida que os for tentando acompanhar! 

Uma nova edição agora cartonada e canteadada da obra Queres Brincar Comigo?, de Xosé Ballesteros e Eric Carle (tradução: Isabelle Buratti) também encontra-se já ao dispor de novos leitores. Referir que este livro é recomendado, pelo Plano Nacional de Leitura, para Educação Pré-Escolar, destinado a leitura em voz alta.
«Era uma vez um ratinho que um dia saiu de casa à procura alguém com quem brincar. - Olá amigo, queres brincar comigo?»
O colorido das ilustrações, a variedade das formas representadas pelas colagens e a expressividade das personagens são traços inconfundíveis do estilo de Eric Carle. O texto, por sua vez, expressamente concebido por Xosé Ballesteros para acompanhar as imagens, segue a estrutura encadeada do desenho. E é assim que o ratinho - o mais pequeno da história - sai à procura de um amigo com quem brincar, um animal cuja identidade os pequenos leitores são desafiados a descobrir, ao virar de cada página, pelo seu apêndice final: plumas, escamas, crina ou cauda...



No mês passado, a Editora Ponto de Fuga publicou no nosso país o primeiro título da escritora americana Gertrude Stein, A Autobiografia de Alice B. Toklas. Esta semana ficou disponível um outro livro da autora, dedicado ao público juvenil: O Mundo é Redondo | The World is Round (uma edição bilingue), ilustrado por Rachel Caiano e traduzido para português por Luísa Costa Gomes.
«Rosa é uma rosa é uma Rosa» é um dos mais icónicos estribilhos da literatura infantil. Curiosamente, o livro de que provém nunca tinha sido editado em Portugal. Até agora. Quase oitenta anos após a publicação original de O Mundo É Redondo (The World Is Round), a Ponto de Fuga inclui na sua coleção infantojuvenil, com texto bilingue, este clássico absoluto de Gertrude Stein (1874-1946). Num magistral trabalho de tradução, que a originalidade rítmica e poética da obra tornava quase impossível, Luísa Costa Gomes verteu para português, mantendo o estilo inconfundível de Stein, esta tocante exploração dos conceitos de identidade e individualidade, com os seus inusitados jogos de palavras e sons. Inspirando-se nas cores e motivos estabelecidos pela autora, e originalmente concretizados por Clement Hurd, a premiada ilustradora Rachel Caiano imprime a sua marca visual num livro belo, arrojado e desafiante, como as próprias crianças.

Depois do prestigiado álbum Em Que Pensas Tu?, de Laurent Moreau, a Editora O Bichinho de Conto publicou no passado dia 20 uma história onde os obstáculos e os medos ajudam a crescer. Elefantes não Entram, com texto da escritora americana Lisa Mantchev e ilustrações da coreana Taeeun Yoo, recebeu em 2016 uma menção honrosa nos NCTE Charlotte Huck Awards na categoria de melhor livro infantil.
Através de metáforas e comparações, esta narrativa realça a importância que as dificuldades e os obstáculos têm no crescimento humano. A palavra AMIZADE cresce a cada virar de página e os obstáculos e medos superam-se quando os amigos caminham juntos, porque é isso que os amigos fazem uns pelos outros. A multiculturalidade e as várias espécies convivem em harmonia, acrescentando valor ao olhar sobre os outros, questionando sempre a nossa capacidade de aceitar, resolver, fazer, incluir, acolher, fazer acontecer e criar universos onde "TODOS SÃO BEM-VINDOS".


42 são as emoções que podem ser descobertas no livro Emocionário (Diz o que Sentes), dos espanhóis Rafael R. Valcarcel e Cristina Nuñez Pereira. Esta obra chancelada pela Texto Editores, nas palavras dos autores, «oferece uma oportunidade integradora ao ser humano, desde a mais terna infância, porque o ajuda a conhecer suas emoções e a dialogar sobre seus sentimentos»
Até onde consegues chegar com as tuas asas?
As asas dos pássaros têm penas. As asas das pessoas têm palavras. Mas nem todas as palavras te ajudam a elevares-te. Só as palavras que expressam claramente como te sentes aumentam as tuas possibilidades de voar. O Emocionário é um dicionário de emoções que te impulsionará para um voo muito especial… E vais ver que nunca mais quererás deixar de bater as asas.

Com tradução para português por Luísa Costa Gomes, O Urso e o Piano, do aclamado autor e ilustrador de livros infanto-juvenis David Litchfield, é uma das novidades da Editora Booksmile. Recebeu o seguinte elogio do Huffington Post UK: «Uma história comovente e maravilhosamente ilustrada sobre música, amizade e aventura.»
Um dia, um ursinho encontra na floresta uma coisa estranha…
É grande, parece uma caixa e tem teclas que fazem PLONC!
A partir do momento em que descobre que a coisa estranha produz sons magníficos, ele embarca numa viagem que o leva para longe de casa.
Num piscar de olhos, o urso vai parar a uma terra nova e maravilhosa, onde o ar está repleto de belos sons e onde a fama lhe abre os braços.
No entanto, apesar do sucesso alcançado, ele sente falta do que deixou para trás…


Também é muito recente a publicação Vou Amar-te para Sempre, um livro sobre autonomia e a inquebrável ligação entre pais e filhos, de Owen Hart e Sean Julian, e selo da Editora Minutos de Leitura.
O Ursinho vai partir com a mãe para conhecer o mundo.
Através das várias estações do ano, os dois percorrem terras distantes lindas e encontram novos animais.
Há tanto por descobrir!
"Um dia terás uma grande aventura só´ tua", diz a Mamã Ursa ao filhote.
Mas será o seu amor capaz de o alcançar quando estiver longe?


Com texto de Orianne Lallemand e ilustrações de Éléonore Thuillier, O lobo que queria ser um super-herói é o 10.º título da série infantil publicada em Portugal pela Zero a Oito que tem como protagonista um lobo muito sui generis.
Neste livro, o nosso Lobo tem uma ideia brilhante: tornar-se um super-herói! Para isso, precisa de um supernome, de um superfato e, claro, de fazer boas ações! Ele não
vai parar até encontrar alguém para salvar. Será isso tarefa fácil para um lobo superdesajeitado? Uma coleção que fala de sentimentos e que convida a sonhar através do simples prazer da leitura.


Para os seguidores da famosa série O Diário de um Banana, o décimo segundo volume já está ao alcance. Intitula-se Põe-te a Milhas!.
Junta-te ao Greg e à sua família (de loucos!) em mais uma viagem inesquecível! Para fugir ao stress das férias, os Heffleys embarcam numa aventura hilariante. Em vez de passarem o Natal em casa, os pais do Greg decidem pôr-se a milhas da confusão. Eles só queriam umas férias calmas, sem imprevistos e recheadas de paz.
O problema é que, com os Heffleys, raramente as coisas correm como planeado, e esta «viagem de sonho» vai transformar-se num verdadeiro pesadelo.
Não acreditas? Então, espera só para ler...


Para os adictos em Minecrafty, Trocar Gato por Lebre! - Livro 5 - Diário de um Minecrafter, é o livro indicado! Numa publicação, com tradução de Ana Vitória Abreu Cardoso, a cargo da Editorial Presença, neste novo volume desta série bestseller, eis algumas das descobertas que Steve irá fazer: É melhor evitar os mobs esfomeados!; As cenouras podem ter várias finalidades!; Às vezes, os mobs mais fofinhos são os mais perigosos!
Trocar Gato por Lebre transporta-te ao universo do Minecraft para mais uma aventura hilariante na companhia do Steve: desta vez, ele vai atravessar a Floresta Florida e a Grande Muralha das Hortas, vai conhecer estranhos aldeões e fazer amigos inesperados.


Para os saudosistas: O Grande Livro do Vitinho, de José Maria Pimentel, com o selo das Edições Dom Quixote.
Foram anos e anos a embalar a ida para a cama de uma geração inteira de meninas e meninos de palmo e meio.
Foi esta a missão em que o Vitinho se tornou inesquecível, a tal ponto que ainda hoje suscita manifestações espontâneas de terna cumplicidade entre eles, mesmo agora que são gente feita, com responsabilidades entre mãos e a estrear-se como pais.
Este fenómeno tribal que caracteriza a Geração Y acabou por lhes atribuir também a designação de Geração Vitinho. Este livro é-lhes particularmente dedicado, com o propósito de lhes contar todo um lado inédito da história em que participaram tão directamente.
Nesta visita guiada aos bastidores do Vitinho, aproveito para lhes apresentar (e homenagear) todos aqueles que foram tornando possível esta prolongada epopeia de produções. Aqueles, afinal, a quem o Vitinho (paradoxalmente) obrigou a passarem noites e noites em claro… 

2 comentários:

maresvivas disse...

Finalmente alternativas boas para os meus netinhos. Vão adorar estes livros.

Nina Santos disse...

Excelentes sugestões