quinta-feira, 2 de agosto de 2018

«Aprenda a Dizer Não Sem Culpas», de António Sacavém

Editora: Manuscrito
Data de publicação: 04-07-2018
N.º de páginas: 192
Quantas vezes dizemos “sim” quando realmente queremos proferir a palavra “não”? Dizer “sim” quotidianamente, a pedidos de familiares, amigos, colegas, etc., pode potenciar sentimentos devastadores no nosso interior, nos tornar pessoas frustradas, culpadas, procrastinadas e pouco produtivas.
No seu novo livro, António Sacavém, partner, trainer e coach na António Sacavém Communication Academy, é peremptório a afirmar que «o receio de dizer “não” assume-se como um elemento bloqueador, que afasta as pessoas dos seus objectivos».
Receamos dizer “nãos” mais amiúde, porque o medo da rejeição é mais forte que a nossa melhor desculpa, e assim colocarmos as necessidades dos outros à frente das nossas, e dizemos “não” não só aos outros, mas, e principalmente, a nós próprios. Ficamos dependentes dos outros. E assim: sabotamos a nossa liberdade.
O que provavelmente tem escapado à maioria dos leitores, e que o autor nos lembra, é a noção — oposta à de que sempre pensámos — de que dizer “não” fortalece relações, engrandece a amizade, a confiança e os vínculos profissionais. Sim, é possível dizer “não” ao chefe, ao companheiro, ao amigo, etc., e não se sentir culpado. Trata-se de um dos três tipos de “nãos” que o autor nos apresenta no livro: o “não-positivo”: «É um “não” que o ajuda a manter-se focado naquilo que é realmente importante para si.»
Uma das reflexões centrais que devemos nos lembrar sempre que queremos dizer “não” sem culpa e pressão psicológica, é a de que negar o pedido não é negar a pessoa. Separar a decisão do relacionamento é fundamental.
Sendo António Sacavém um especialista em Linguagem Corporal e Microexpressões — em 2014 escreveu um livro a abordar estas temáticas: A Linguagem Corporal Revela o que as Palavras Escondem (Top Books) —, não podia deixar de realçar, nas últimas páginas deste livro, que a linguagem corporal e o tom e timbre de voz também falam, quando transmitimos ao outro a nossa decisão, seja ela positiva ou negativa.
Aprenda a Dizer Não Sem Culpas é um livro com ferramentas e exercícios úteis que nos proporciona um abrir de horizontes em relação à consequência que os nossos comportamentos sabotadores podem ter. Este é um guia de leitura rápida que nos desafia a repensar os benefícios que o dizer “não” com consciência, empatia e honestidade pode ter na nossa vida.

Excertos:
«Se é daquelas pessoas que não se sente confortável em dizer a palavra “não” porque se sente culpado, tem medo de ser rejeitado, ou posto de lado, e prefere dizer “sim”, mesmo que isso o faça sofrer, lhe cause ansiedade e lhe condicione negativamente a vida, então este livro é para si.» (p. 17)
«Um dos maiores inimigos da produtividade, da capacidade de concretização, do equilíbrio trabalho/vida, da paz interior, da realização pessoal, etc., somos nós próprios e a nossa falta de preparação para nos mantermos focados naquilo que é realmente importante.» (p. 18)

4 comentários:

Arnaldo Santos disse...

Um excelente livro que deve ser lido pelos portugueses, pois ensina a dizer não sem culpas, pois infeliz e lamentavelmente, há muitos portugueses que têm medo dessa palavra. Aconselho vivamente a leitura deste livro.

Cecilia Carvalho disse...

Parece-me um livro bastante interessante e que muitos de nós devíamos ler :)

Jorge Martins disse...

Parece ser deveras interessante,,,

João Ventura disse...

Muito interessante, sou dos que tem dificuldade em dizer "não", um livro indicado para me ajudar.