quarta-feira, 9 de março de 2016

«Uma Aventura na Madeira», de Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada

Data de Publicação: 23/02/2016
N.º de Páginas: 240

Como o título evidencia, a Madeira é o cenário do volume n.º 58 de Uma Aventura, conceituada colecção infanto-juvenil iniciada em 1982 pelas autoras Ana Maria Magalhães (n. 1946) e de Isabel Alçada (n. 1950). As sessões de apresentação de Uma Aventura na Madeira decorreram no dia 1 de Março no Auditório da Casa das Mudas, na Calheta, e no Teatro Municipal Baltazar Dias, no Funchal.
Desde que fora publicado Uma Aventura nos Açores (n.º 31), os leitores madeirenses ansiavam por verem a sua ilha retratada e visitada pelos cinco jovens protagonistas: as gémeas Teresa e Luísa, Pedro, Chico e João. «Se não escrevemos este livro há mais tempo foi por falta de oportunidade para lá irmos juntas observar a terra com olhos de aventura», referem as autoras.
Um encontro de desporto escolar no Funchal, aberto a equipas de todo o país, é a premissa desta nova aventura. Após o término da competitividade desportiva, o grupo fica hospedado na quinta de uma família madeirense, cabendo a Vicente, um adolescente da idade deles, a tarefa de levá-los a conhecer alguns dos locais pelos quais a Madeira é sobejamente conhecida.
O mistério envolto nesta trama tem origem na Ponta de São Lourenço, quando os cinco ouvem um homem de aparência estranha, que eles julgam ser um mafioso, ao telefone, a proferir palavras em código. A partir daí todo o suspense vai-se elevando, levando o grupo a percorrer vários lugares da ilha como a Zona Velha do Funchal, o Monte, o miradouro do Cabo Girão, a Casa das Mudas, a Floresta Laurissilva e as Grutas de São Vicente. As ilustrações de Arlindo Fagundes captam a essência e beleza destes pontos turísticos.
Nesta aventura, Sissi, a imperatriz da Aústria, uma das personalidades importantes que visitou a Madeira, é invocada. É no encalço de uma jóia valiosa que a imperatriz usava, que aparentemente ou ficcionalmente estivera desaparecida desde a sua última estada na ilha (em 1893), que os cinco protagonistas se debaterão para a recuperar.
O ‘modus operandi’ que a dupla de autoras utilizou para escrever Uma Aventura na Madeira é o mesmo que o dos mais de meia centena de títulos que fazem parte desta colecção, que marcou uma geração de leitores e continua a estimular o gosto pela leitura nos mais jovens. Aliais, este novo volume comprova mais uma vez o talento que as ex-professoras têm para comunicar com os mais novos. Poucas descrições extensivas e a inserção de factos verídicos históricos, fazem parte dos atrativos indissociáveis desta série de livros que marcou uma viragem na história da literatura infantil portuguesa. Uma Aventura em Conímbriga intitula-se o volume que se segue.

37 comentários:

Sílvia Caseiro disse...

Adorava ler

kassie disse...

A minha irmã era fã desta colecção, tinha todos os volumes!
Eu sou mais velha, na minha infância lia Os Cinco, Os Sete e a Patrícia... alguém se lembra? :)

dezembro disse...

Gostava de ler

Filomena Alpoim disse...

Q recordações me traz...adorava ler :)

Nuno Antunes disse...

traz-me boas recordações estes livros ,)

Susana Sousa disse...

Oh este livro linha mesmo a calhar para a viagem que irei realizar este ano à Madeira! =) Sempre boas histórias para jovens!

Margarida Serrano disse...

A participar no passatempo :-)

Joelma Pereira disse...

Excelentes livros para miúdos e graúdos, intemporais e educativos :)

Marilina Simões Fernandes disse...

Adorei trabalhar por lá!
A participar!
;)

Andreia Sousa disse...

Sempre adorei estes livros:)

Ana Freitas disse...

Uma boa recordação :)

Filipa machado disse...

Já li alguns livros e gostava de ler este!!!

gmgm disse...

Adorava que as minhas filhas tivessem "uma aventura na Madeira" Literariamente e presencialmente.

Cristina Lima disse...

Os meus filhos têm já vários volumes desta coleção. Sempre gostaram bastante :)

Alexandra Guimarães disse...

Um livro que, para além da história, dá a conhecer aos mais jovens a Madeira.

Jorge Martins disse...

Como iria adorar ler...até porque a médio prao quero ir conhecer a Ilha da madeira!

isabel magalhaes disse...

Parece interessante!

Ana Sofia disse...

Ainda tenho a minha coleção...
Os valores passam-se de país para filhos...

José Rafael disse...

participaçao de Ana Rita Alves
adoro esta coleçao

Susana disse...

Colecção espetacular!!!!

Josiane Gonçalves disse...

Parece interessante, a filhota iria adorar ler!

Daniela Inês Amaral disse...

Ler este livro seria como encontrar aqueles amigos da escola que já não vimos há muito tempo! Passei bons momentos com estes amigos... gostava de os encontrar novamente :)

Arnaldo Santos disse...

Muito interessante, ao ler a crítica deste livro.
Eu, gostava de visitar um dia, também,a Ilha da Madeira, pois infelizmente nunca pude visitá-la.

Luana Santos disse...

Quero muito :P

Marlene Santos disse...

Para recordar ;-)

Silvia Reis disse...

Tenho quase todos os livros e agora passaram para os meus filhos que também são fãs. Muito bons!

Silvia Reis disse...

É uma ótima maneira de conhecer Portugal :)

Maria Costa disse...

também quero entrar nesta aventura

Lúcia Brandão disse...

Estas histórias apesar de serem dirigidas a um público jovem (maioritariamente adolescentes), são muito divertidas! Eu também gosto de as ler cá por casa! :)

Rita disse...

Estes livros já nos acompanham há 2 gerações...adoramo-los.

Nuno Santos disse...

Certamente um livro para recordar a minha juventude! :D

Filomena Sousa disse...

Os livros desta colecção foram uma boa companhia durante a minha adolescência. Seria ótimo ler outra aventura :)

Inês Antunes de Caires disse...

Que giro!

RBSoares disse...

A tentar a sorte para fazer um miminho ao meu filhote :D

Lina Soares

Unknown disse...

Participar, participo, agora resta-me rezar para ganhar ;-)

Lúcia Brandão disse...

Estas aventuras fizeram parte da minha infância! Que nostalgia! :)

Mauro portugal Portugal disse...

adoro ler esses livros!!! mas so tenho alguns em fisico. Alguem pode me explicar como posso baixar esses livros em pdf ou mesmo?