domingo, 7 de julho de 2013

«Salve-se (d)o Poder Local» apresentado a 17 em Lisboa



«Quando me decidi avançar para este livro, centrei-me em duas preocupações: a primeira é que pudesse ser, para quem se interessa por estas questões, uma obra útil – do ponto de vista do enquadramento histórico, do diagnóstico dos problemas, da análise do presente e da visão sobre o futuro. Depois, preocupei-me com o que escrevia: assumir a minha visão crítica, mas construtiva.
Não tenho a preocupação de ser politicamente correcto. E também não é do meu feitio ser cínico, farisaico, ou contornar as questões. Se não tivesse sempre assumido essa frontalidade, também não estaria hoje aqui… (…)
No momento actual, tal como noutros da nossa história, a elite política e autárquica transformou-se naquilo que é o verdadeiro sentido de “elite”: um conjunto de pessoas que se julga com direitos que não tem e acima dos próprios governados.
São elites porque se entendem como privilegiadas, únicas, na administração da coisa pública. Se os cidadãos soubessem como são gastos alguns dinheiros públicos, revoltar-se-iam contra os seus dirigentes e invadiriam as Câmaras.»

Fernando Costa, natural de Olivais, freguesia Santa Catarina da Serra, Leiria, nasceu em 1950. É casado, pai de dois filhos. Licenciado em Direito pela Faculdade de Direito de Lisboa, trabalhou na Câmara Municipal das Caldas da Rainha (1968 e 1969), como funcionário administrativo. Leccionou história e introdução à política, no Liceu das Caldas da Rainha, em 1975 e 1976. Em 1976 foi eleito Deputado à Assembleia da República, pela primeira vez até Outubro de 1985, ano em que foi eleito presidente da Câmara das Caldas da Rainha com maioria absoluta. Foi reeleito em 1989, 1993, 1997, 2001, 2005 e 2009. É presidente da Comissão Política Distrital do PSD de Leiria (desde 2010) e vice-presidente da mesa do Congresso do Partido Social Democrata.















  • Autor: Fernando Costa
  • N.º Págs: 280
  • Data de Publicação: 5 de Julho

1 comentário:

José María Souza Costa disse...

CONVITE
Passei por aqui lendo, e, em visita ao seu blog.
Eu também tenho um, só que muito simples.
Estou lhe convidando a visitar-me, e, se possível seguirmos juntos por eles, e, com eles. Sempre gostei de escrever, expor as minhas idéias e compartilhar com as pessoas, independente da classe Social, do Credo Religioso, da Opção Sexual, ou, da Etnia.
Para mim, o que vai interessar é o nosso intercâmbio de idéias, e, de pensamentos.
Estou lá, no meu Espaço Simplório, esperando por você.
E, eu, já estou Seguindo o seu blog.
Força, Paz, Amizade e Alegria
Para você, um abraço do Brasil.
www.josemariacosta.com