sábado, 16 de fevereiro de 2013

Frida Kahlo: Viva la Vida!, de Humberto Robles (Divulgação)

Frida Kahlo: Viva la Vida!
de Humberto Robles
 
Páginas: 64
Editor: Largebooks
 
Sinopse
Escrito pelo mexicano Humberto Robles, o monólogo "Frida Kahlo — Viva la Vida" tem emocionado audiências por todo o mundo desde a sua estreia em 2001, tendo já recebido vários prémios. Uma das mais importantes pintoras de sempre, Frida Kahlo teve uma existência curta e marcada pelo sofrimento. Uma sobrevivente por natureza e destino, cedo aprendeu a aproveitar cada momento da vida com alegria.
"Viva la Vida - Frida Kahlo" é, acima de tudo, um retrato autêntico e comovente do lado mais humano e íntimo desta mulher. Um marido infiel, as dores crónicas na perna e coluna, as deformidades físicas e a incapacidade de ser mãe são os aspectos trágicos de uma vida retratada num texto maravilhosamente único.


Excerto
«Não preciso de roupas nem de resplendores... não preciso de saúde nem de pernas... Tenho asas de palmeira para começar o voo... Ó pés para que vos quero, se tenho asas p’a voar. Eu queria poder ser o que me apetecesse... Por trás da cortina da loucura, ia arranjar as flores todo o dia; ia pintar a dor, o amor e a ternura, ia-me rir a bandeiras despregadas da estupidez dos outros e toda a gente ia dizer: “Coitada! Está louca, sempre foi louca!” Infelizmente não estou louca, tenho mais juízo que vocês todos juntos e tenho consciência de que estou a morrer... a vida vai-se-me a cada suspiro... Mas tu vê se percebes, ó panças, que eu já não estou sozinha...! Que finalmente acabou a minha solidão...»

O Autor
Nasceu na Cidade do México em 1965. Trabalhou em cinema, teatro, televisão, cenografia, produção e como escritor.
É autor de várias obras de teatro que foram representadas no México assim como no Uruguai, Brasil, Argentina, Porto Rico, Chile, Costa Rica, Venezuela, Cuba, Paraguai, Itália, Espanha, França, Escócia, Inglaterra, em várias cidades dos Estados Unidos e, agora, em Portugal.
Em 2007 a imprensa espanhola afirmou: "Actualmente é, talvez, um dos dramaturgos do México mais representados nos teatros da comunidade hispano-americana." Acrescentou ainda que "é um dos dramaturgos mais prometedores da criação teatral contemporânea no México."

 


Curiosidade
Fernanda Serrano interpretou Frida Kahlo, de 18 de Fevereiro a 15 de Março de 2009, no Auditório dos Oceanos no Casino Lisboa. A peça «Viva la Vida! Frida Kahlo» foi encenada e dirigida por António Feio.




Sem comentários: