sábado, 26 de setembro de 2020

Será publicado em breve «Terra Alta», um policial de Javier Cercas

Com uma narrativa intensa e repleta de personagens memoráveis, Terra Alta é uma reflexão lúcida sobre a possibilidade de se fazer justiça e a legitimidade da vingança. Mas, mais do que tudo, é a epopeia de um homem em busca do seu lugar no mundo. 

Um crime terrível abala a pacata comarca da Terra Alta: os donos da sua maior empresa, as Gráficas Adell, aparecem mortos, barbaramente assassinados. Quem toma conta do caso é Melchor Marín, jovem polícia e leitor voraz que chegou de Barcelona quatro anos antes. Sobre os ombros carrega um passado obscuro que o converteu numa lenda junto das forças policiais, mas que ele acredita ter enterrado sob uma vida feliz como marido da bibliotecária da povoação e pai de uma menina chamada Cosette, tal como a filha de Jean Valjean, o protagonista d’Os Miseráveis, o seu livro preferido.

Outros livros de Javier Cercas: Soldados de Salamina, A Velocidade da Luz, Anatomia de um Instante, As Leis da Fronteira e O Impostor.

sexta-feira, 25 de setembro de 2020

Toda a história do terramoto de Lisboa de 1755 para conhecer em «O Mal sobre a Terra»

A Editora Objectiva prepara-se para publicar, a 7 do próximo mês, O Mal sobre a Terra - História do Grande Terramoto de Lisboa, um livro de enorme sensibilidade e pormenor onde nada é deixado ao acaso. É assinado pela historiadora brasileira Mary del Priore (n. 1958), doutorada em História Social pela Universidade de São Paulo, e autora da biografia de D. Maria I, publicada em Julho deste ano. 

O grande terramoto de 1755, em Lisboa, não alterou apenas a aparência da, à época, capital do império português. Este fenómeno brutal da natureza alterou, também, a natureza e a dimensão da relação do homem com o Céu e a Terra. Mais, expôs impiedosamente as tensões que, à vez, alimentavam e minavam a sociedade portuguesa da altura. O fatídico 1. º de Novembro de 1755, dia de Todos os Santos, constitui um dos mais terríficos e fascinantes acontecimentos de todo o século XVIII. A devastação da cidade de Lisboa, a perda de incontáveis vidas, a surpresa e o horror da destruição pelo abalo, primeiro, pela água, depois, e, por fim, pelo fogo, impuseram a subversão da ordem vigente e abriram a porta a fantasmas que povoavam os imaginários mais apocalípticos da época, a começar pela mudança. Com efeito, depois do terramoto, muito, se não tudo, mudaria. Se Voltaire e Kant dedicaram parte do seu pensamento e escritos a este acontecimento, tal não é menos verdade para inúmeros outros, mais ou menos anónimos, que, tendo vivido o horror e o trauma in loco e sobrevivido para contar, deixaram o seu testemunho sob a forma de cartas, poemas e memórias. Foram estes os documentos que Mary del Priore, reputada historiadora brasileira, leu e releu, analisou e esmiuçou, na bem-sucedida empresa de reconstituir a sociedade, a economia e a geografia lisboeta antes, durante e depois do terramoto.

Outro livro sobre o terramoto de 1755: O Dia do Fim.

Livro de Yuval Noah Harari em versão novela gráfica: «Sapiens: A Origem da Humanidade»


A 19 de Outubro é lançado o primeiro volume da extraordinária adaptação ilustrada do bestseller internacional, da autoria de Yuval Noah Harari, Sapiens, História Breve da Humanidade. 

Carregado de humor e originalidade, Sapiens: A Origem da Humanidade, com 248 páginas ilustradas a cores, permite-nos assistir, em tempo real, ao primeiro encontro entre sapiens e neandertais, à extinção dos mamutes e dos tigres dentes-de-sabre, e às descobertas que acabaram por definir-nos enquanto caso único na Natureza.

quarta-feira, 23 de setembro de 2020

«Abraça a Criança que Há em Ti», de Victoria Cadarso


Data de publicação: Julho de 2020
N.º de páginas: 296

Victoria Cadarso é uma psicóloga espanhola que já escreveu vários livros, entre os quais Abraza a tu niño interior (2013), que recentemente foi traduzido para o nosso idioma, num trabalho assinado por Margarida Luzia. O livro destina-se a todos os adultos que querem fazer as pazes com os seus fantasmas e curar algumas feridas que tiveram a sua génese no passado, mais precisamente na idade infantil.

Tudo o que decorreu na nossa infância, consciente ou inconscientemente, «deixou uma pegada indelével que nos marca e condiciona no momento presente»; é através dessas experiências que, desde então, filtramos grande parte da nossa vida, refere a autora nas primeiras páginas da obra.
Quem é, afinal, a nossa criança interior? Cadarso diz que é «a alma da pessoa», criada no seu interior pelo «Ser Superior presente em cada um de nós.» Desde a gestação, passando pelo nascimento e primeiro contacto com o mundo externo, tudo o que se passa no nosso meio – emoções, sentimentos e sensações tidas pela nossa progenitora e pelos nossos cuidadores –, têm interferência no nosso crescimento e temperamento que venhamos a ter no futuro. Se, por exemplo, tivermos sido uma criança crescida num ambiente pouco acolhedor, não sentindo o amor dos que nos eram próximos, poderemos vir a ser adultos inseguros, carentes e com medo do medo. O amor é visto, assim, como o antídoto para refrear o medo, segundo a especialista em psicoterapia.
Para fazermos o exercício de ‘abraçar a criança’ que um dia fomos, temos de «revisitar a nossa infância, apercebermo-nos do que então vivemos, do que sentimos e como lidámos com isso» e fazer um reprocessamento positivo (será necessário aceitar, perdoar e entender) de cada um dos acontecimentos que nos deixaram marcas: «Até aprendermos a aceitar-nos, a sentir apreço por nós próprios e a nos amarmos, não conseguimos expressar amor, apreço e aceitarmos os outros.»
Guiar o leitor pelo caminho para o reencontro com a sua essência, o seu verdadeiro eu, sem máscaras, é o que Victoria Cadarso propõe-nos em Abraça a Criança que Há em Ti, um livro destinado a todos aqueles que foram descurados ou maltratados emocionalmente e fisicamente, enquanto crianças.
Este livro, bem escrito e bem fundamentado, revela, em suma, que para entendermos a forma como somos, interagimos e agimos no presente, temos necessariamente que recuar até à nossa infância.
Abraça a Criança que Há em Ti é o resultado de muitos anos de estudo e experiência que a especialista em PNL, TFT, EMDR, entre outras técnicas, obteve através de terapia individual e em grupo, cursos de desenvolvimento pessoal e formações. 

Excerto 

«O AMOR é um estado motivacional, uma energia que nos dá vitalidade, que nos dá esperança, que nos proporciona confiança, que nos dá alegria e nos incute o valor necessário para sairmos para o mundo e nos mostramos. O amor dá-nos tudo o que necessitamos para nos podermos desenvolver, para termos confiança em nós próprios, nas nossas capacidades, para confiramos nos outros e estarmos motivados para contribuirmos para o mundo.»

Dois romances que em Outubro saiem pela Saída de Emergência

A 9 de Outubro é lançado um romance explosivo e perturbador que explora as dinâmicas psicológicas da relação entre uma adolescente ingénua… e o seu malicioso professor. Alternando entre passado e presente, Minha Sombria Vanessa, da americana Kate Elizabeth Russell, é um retrato excecional de uma adolescência conturbada e das suas consequências, levantando questões cruciais sobre liberdade, consentimento, abuso e vitimização, captando de forma brilhante uma cultura em mudança que transforma as nossas relações e a própria sociedade. 

Em 2000, Vanessa Wye é uma adolescente de 15 anos ambiciosa e solitária. Sonhando ser escritora, não se importa de estar sempre sozinha, mas abre uma exceção quando Jacob Strane, o seu professor de inglês, lhe começa a dar mais atenção. Antes que Vanessa tenha consciência, iniciam uma relação, e ela acredita que ele realmente a ama.
Em 2017, uma ex-aluna acusa Strane de abuso sexual. Vanessa fica perante uma escolha impossível: ficar calada, acreditando que se havia envolvido voluntariamente naquela relação… ou redefinir a sua grande história de amor como mera violação. Por um lado, não quer rejeitar esse primeiro amor, o homem que a transformou e tem sido uma presença constante na sua vida. Por outro, será possível que ele seja muito diferente do que ela pensava? Será ela apenas mais uma vítima?


De Veronica Roth, autora de várias obras de sucesso como Divergente e Gravar as Marcas, no final do próximo mês é publicado Os Escolhidos.

Há mais de uma década, cinco adolescentes – Sloane, Matt, Ines, Albie e Esther – foram reunidos por uma agência governamental com base numa profecia que dizia serem eles os Escolhidos que destruiriam O Tenebroso, uma entidade maligna que espalhou o caos e ceifou milhares de vidas. Com o objetivo alcançado, a Humanidade celebrou a vitória.
Mas o conflito deixou marcas profundas. Se o mundo seguiu em frente e há uma nova geração que não tem memória da guerra, tal não acontece a Sloane. É impossível para ela esquecer os segredos que a perseguem e O Tenebroso ainda assombra os seus sonhos. Ao contrário dos restantes, Sloane não conseguiu seguir em frente; sente-se à deriva – sem direção, objetivos ou propósito.
Na véspera das celebrações dos Dez Anos de Paz, um novo trauma atinge os Escolhidos: a morte de um deles. E quando se reúnem para o funeral descobrem, para terror de todos, que o reinado d'O Tenebroso nunca terminou verdadeiramente.

No seu novo livro, Marie Kondo revela um método que promete organizar o local de trabalho


Com tradução de André C. Fernandes, chega a Portugal o novo livro de Marie Kondo, a guru da arrumação mais respeitada em todo o mundo. Após Arrume a Sua Casa, Arrume a Sua Vida (2015) e Alegria (2016), a Editora Pergaminho publica Crie Alegria no Seu Trabalho, livro onde a autora «vai ensiná-lo não só a arrumar o seu espaço de trabalho, como também a pôr ordem nos aspetos imateriais do trabalho: a caixa de correio eletrónico, o uso do tempo, os processos de decisão, a sua rede de contactos. E vai ainda mostrar-lhe o que precisa de fazer para que a sua carreira lhe traga alegria.» 

A sua secretária está permanentemente soterrada em papéis? Tem sempre infindáveis e-mails por abrir, por muito que se esforce para os ler a todos? A sua agenda está cheia de reuniões que podiam ter sido (mais) um e-mail? Passa os dias perdido no meio das mil e uma tarefas que tem que realizar?

Da mesma forma que arrumar a vida inspira alegria na nossa vida, arrumar o espaço de trabalho inspira alegria no nosso trabalho, visto que nos ajuda a sermos mais metódicos e a alcançar melhores resultados. 

Para escrever este livro, Marie Kondo uniu-se ao professor catedrático de Psicologia e Comportamento Organizacionais, Scott Sonenshein.

Outro livro que pode interessar: A Arte de Organizar a Sua Vida.

terça-feira, 22 de setembro de 2020

Com «O Maior Líder da História», Augusto Cury conclui triologia protagonizada pelo personagem Marco Polo

Da autoria de Augusto Cury, o psiquiatra mais lido no mundo actualmente, chega ao nosso país um novo título da saga 'O Homem Mais Inteligente da História', do pensador Marco Polo, protagonista dos sucessos de venda O Homem Mais Inteligente da História e O Homem Mais Feliz da História (além de A Saga de um Pensador). 

O Maior Líder da História (Ed. Pergaminho) conta uma jornada desafiante e inspiradora que abalará profundamente os alicerces da educação mundial.

segunda-feira, 21 de setembro de 2020

Dos novos romances que aí vêm consta a prequela de «Os Pilares da Terra»

A inglesa Elizabeth Kay começou a sua carreira como assistente no grupo editorial Penguin Random House. Hoje é editora e ao mesmo tempo persegue a sua paixão pela escrita. Sete Mentiras, uma história sedutora, irresistível e viciante é o seu romance de estreia. Uma edição da Planeta, no final deste mês à venda.

Há trinta anos, Ken Follett publicou o seu romance mais célebre, Os Pilares da Terra. Agora, a nova prequela magistral, Kingsbridge: O Amanhecer de uma Nova Era, leva-nos numa viagem épica a um passado rico em ambição e rivalidade, mortes e nascimentos, amor e ódio, que termina quando se inicia Os Pilares da Terra. O romance com 672 páginas é lançado pela Presença no próximo dia 7.

Brevemente será adaptado para filme na Netflix A Outra Mulher, o novo livro de Mary Kubica, autora que estreou-se no tríler psicológico com Não Digas Nada (2014). Segundo opinião de Caroline Kepnes, autora de Tu, este é o melhor livro de Mary Kubica. O Library Journal diz que é um tríler psicológico «hipnotizante, intenso e dramático. Perfeito para fãs de A. J. Finn e Gillian Flynn.» Nas livrarias a 5 de Outubro, com o selo Topseller.

Um livro perturbador e actual, descrito como uma obra-prima pela crítica, que reconstrói ficcionalmente a história das meninas raptadas pela seita jiadista Boko Haram. Menina, da escritora irlandesa Edna O'Brien, uma das mais importantes e admiradas escritoras de língua inglesa, é publicado a 5 do próximo mês pela Cavalo de Ferro.

sexta-feira, 18 de setembro de 2020

Em Novembro será publicado o livro de memórias de Barack Obama, intitulado «Uma Terra Prometida»

Tem 850 páginas o livro em que Barack Obama narra, na primeira pessoa, a história da sua improvável odisseia, de jovem em busca da própria identidade a líder do mundo livre. Este livro, que os leitores portugueses poderão ter acesso a partir de 17 de Novembro, expressa a convicção de Barack Obama de que a democracia não é uma dádiva caída do céu mas uma conquista alicerçada na empatia e na compreensão mútua, construída em conjunto dia após dia. Uma obra editada pela Objectiva, a mesma editora de Becoming: A Minha História, o livro de memórias de Michelle Obama.

Barack Obama convida os leitores a embarcar numa viagem emocionante, desde as suas primeiras aspirações políticas à decisiva vitória na convenção do Iowa até à noite que marcou o ponto de viragem na História, o 4 de novembro de 2008, quando foi eleito o 44.º presidente dos Estados Unidos da América e se tornou o primeiro afro-americano a assumir o cargo mais importante do país. Refletindo sobre a presidência, Obama explora de forma singular e ponderada o tremendo alcance dos poderes presidenciais, bem como os seus limites, e oferece-nos um ponto de vista privilegiado sobre a dinâmica partidária americana e a diplomacia internacional. Transporta os leitores para o interior da Sala Oval e da Sala de Crise da Casa Branca, para Moscovo, Cairo, Pequim, e leva-os ainda mais longe. Privamos dos seus pensamentos enquanto constitui o seu gabinete, luta contra uma crise financeira global, tira as medidas a Vladimir Putin, supera obstáculos aparentemente inultrapassáveis para assegurar a aprovação da lei de acesso geral a cuidados de saúde (AffordableCareAct), entra em rota de colisão com os generais acerca da estratégia dos EUA para o Afeganistão, lida com a reforma de Wall Street, reage à devastadora crise provocada pela explosão da plataforma petrolífera Deepwater Horizon e dá luz verde à Operação Lança de Neptuno, que culminou com a morte de Osama bin Laden. Uma Terra Prometida é uma obra extraordinariamente íntima e introspetiva – a história do compromisso de um homem com a História, da fé de um líder comunitário posto à prova no palco mundial. Obama é franco quando fala sobre o exigente equilíbrio de se candidatar à presidência como americano negro, carregando as expectativas de toda uma geração inspirada por mensagens de “esperança e mudança”, e, ao mesmo tempo, cumprir os desafios morais da tomada de decisões ao mais alto nível. É honesto sobre as forças que lhe fizeram oposição, no seu país e no estrangeiro, é sincero sobre como a vida na Casa Branca afetou a sua mulher e as suas filhas e não tem receio de revelar as suas dúvidas e desilusões. Contudo, nunca vacila na sua convicção de que na grande missão americana, ainda em curso, o progresso é sempre possível.

Outra biografia que pode interessar: Demasiado e Nunca Suficiente, de M. L. Trump

quinta-feira, 17 de setembro de 2020

O polémico livro de memórias escrito pela sobrinha de Donald Trump

Mary L. Trump, de 55 anos, é doutourada em Psicologia e sobrinha de Donald Trump. Escreveu um livro sobre o presidente dos Estados Unidos e a sua família, publicado em Julho passado sob o título Too Much and Never Enough. O livro traça o perfil psicológico de Trump, descrevendo-o como «narcisista» e um presidente com comportamentos retorcidos e «incapaz de liderar o país». A autora, que apoiou Hillary Clinton durante as eleições presidenciais norte-americanas de 2016, já leccionou em cursos sobre trauma, psicopatologia e psicologia do desenvolvimento. Demasiado e Nunca Suficiente será lançado em Portugal a 1 de Outubro, pela Porto Editora.
Neste rigoroso e revelador retrato de Donald Trump e do ambiente tóxico em que nasceu, Mary L. Trump, uma psicóloga clínica experiente e a sua única sobrinha, dá a conhecer a obscura história da própria família, com o objetivo de explicar como o tio se tornou o homem que agora ameaça a saúde, a segurança económica e a estrutura social do mundo. (...) Numerosos especialistas, psicólogos amadores e jornalistas procuraram analisar com minúcia os perigosos defeitos de Donald Trump. Mas Mary L. Trump tem a formação, o discernimento e a intimidade familiar necessários para revelar o que faz correr Donald e o resto do clã. Apenas ela consegue contar esta fascinante e desconcertante saga, não só devido à sua perspetiva articular no centro dos acontecimentos, mas também porque é a única Trump disposta a contar a verdade sobre uma das famílias mais poderosas e disfuncionais do mundo.
Outro livro de memórias que pode interessar: Uma Terra Prometida, de Barack Obama.

quarta-feira, 16 de setembro de 2020

Novos títulos das colecções infanto-juvenis 'Mimi e Rogério' e 'O Diário do Rowley'

Mimi e Rogério: A Volta ao Mundo
de Valerie Thomas e Korky Paul
A Mimi e o Rogério decidem partir numa viagem pelo mundo para conhecer os animais que até aí apenas tinham visto nos livros da biblioteca.
Haverá alguma coisa mais excitante do que viajar pelo mundo com a ajuda da magia?
Mas o problema é que os animais podem estar esfomeados!


O Rowley Apresenta: Uma Aventura Supimpa
de Jeff Kinney com Greg Heffley
O Rowley apresenta uma história incrível e totalmente original, dando vida a Garg, o bárbaro (ou será Greg?) e a Roland (ou será Rowley?).
Na companhia de Garg, o Bárbaro, Roland deixa para trás a segurança da sua vila para cumprir uma missão: salvar a mãe das garras do terrível feiticeiro branco.
Conseguirão os nossos heróis sair vivos desta incrível mas perigosa aventura?
Este é o spin-off da série infantojuvenil mais vendida de sempre, com mais de 250 milhões de livros editados em todo o mundo e mais de um milhão de exemplares vendidos em Portugal.

Novas publicações: «A Viagem de Nala» e «Lições de Lucky Dog»

A Viagem de Nala, de Dean Nicholson
Livro conta a incrível história da aventura que mudou a vida destes companheiros de viagem, dos obstáculos que ultrapassaram, dos animais que resgataram e das pessoas maravilhosas que conheceram.

Lições de Lucky Dog, de Brandon McMillan
Neste livro, o culminar de anos de experiência e de trabalho com milhares de cães de todas as raças e com uma enorme variedade de personalidades, McMillan partilha as técnicas que usa no seu programa para ajudar qualquer pessoa a melhorar a sua relação com o seu melhor amigo.

Contraponto publica uma nova biografia de Marquês de Pombal

A Contraponto Editores inaugura uma nova linha de biografias de cariz histórico, com a publicação, a 25 deste mês, da mais recente biografia de Marquês de Pombal, De Quase Nada a Quase Rei, da autoria de Pedro Sena-Lino, professor universitário, poeta e ficcionista. Fruto de três anos de trabalho, o livro constitui a mais completa e rigorosa abordagem à vida e obra de uma das figuras mais carismáticas e controversas da História de Portugal, que viveu entre 1699 e 1782.

O prefaciador, o historiador Rui Tavares, elogia a qualidade literária, o rigor histórico e a fluidez narrativa desta biografia: «(...) a biografia de Pombal por que tanto esperávamos. Trata-se de um livro literariamente primoroso como as biografias escritas por Camilo ou Agustina — mas mais profundo, pormenorizado e sobretudo intelectualmente honesto. É um livro historiograficamente impecável, mas sem se deixar tolher pelos temores das baias académicas que faz de tantos autores serem incapazes de dizer, em termos simples, simplesmente o que pensam.»

Sinopse
Quem foi Sebastião José de Carvalho e Melo até alcançar o poder total? E o que fez depois - e efetivamente - com esse poder?
Com base numa exaustiva pesquisa e na leitura rigorosa das cartas escritas e recebidas por Sebastião José de Carvalho e Melo, Pedro Sena-Lino apresenta-nos o biografado através da voz do próprio. Assente em provas documentais, e apenas se permitindo uma via dedutiva quando os testemunhos se mostram menos abundantes, este livro demonstra como a relação de um líder consigo mesmo pode ter transformado medos próprios em fantasmas nacionais, muitos deles ainda presentes e atuantes nos dias de hoje.
Esta biografia dá conta da misteriosa forma como, no início da sua vida pública, aquele que viria a ser conhecido como Marquês de Pombal vê conjugar-se um improvável conjunto de fatores que permitem a um lavrador forçado a nascer de socalcos e xisto, a um homem sem experiência relevante, uma impressionante escalada social e política, da Real Academia das Ciências, passando pelas embaixadas em Londres e Viena, até chegar à liderança do governo da nação.
Em De Quase Nada a Quase Rei, conhece-se um homem que, dono de uma psique sedenta de vingança, triunfou ferindo. Sebastião José é o nome do político que reformou a educação, o sistema fiscal e a Lisboa pós-terramoto, mas também do homem que, tendo escapado a uma tentativa de assassinato, a transformou num atentado à vida do próprio rei e se vingou nos Távoras e dizimou os jesuítas. Um belo e rigoroso estudo dos subterrâneos da alma humana, um retrato da ambição, do ressentimento, da frieza, do calculismo e de outras características que enformam os grandes ditadores.

Outro livro que pode interessar: O Dia do Fim

terça-feira, 15 de setembro de 2020

Novo livro do Dr. japonês Hiromi Shinya: «O Essencial da Enzima Prodigiosa»

O Essencial da Enzima Prodigiosa é o quinto livro de Hiromi Shinya a ser publicado em Portugal, pela Arena, após A Enzima Prodigiosa (2014), A Enzima para Rejuvenescer (2014), A Enzima Prodigiosa 2 (2015) e O Micróbio Prodigioso e as Enzimas Curativas (2016).
«O seu corpo tem a capacidade milagrosa de se curar a si próprio», é o que defende o especialista Hiromi Shinya, reputado médico japonês com longa carreira internacional. E uma das armas é a Enzima Prodigiosa, que curou já milhares de pacientes, de forma natural e sem recaídas. Este seu novo livro, reúne os aspectos mais relevantes sobre esta poderosa enzima.

Sinopse
Através de conselhos práticos e muito fáceis de seguir, o Dr. Hiromi Shinya dá-nos a conhecer uma forma de vida saudável que facilita a produção corporal de uma enzima vital - a "enzima prodigiosa" - com extraordinárias capacidades regeneradoras e curativas.
Qualquer pessoa, independentemente da predisposição genética, pode auxiliar o seu corpo de modo a evitar doenças cardíacas, obesidade, fibromas, obstipação, síndrome do cólon irritável, apneia do sono e doenças autoimunes. A chave está em entender o código da vida, o factor enzimático.
O essencial da enzima prodigiosa revolucionará a sua forma de ver o corpo humano, a medicina e a saúde. O Dr. Hiromi Shinya ensina-lhe como conservar o abastecimento das enzimas prodigiosas e reverter processos degenerativos para fortalecer o sistema imunitário e as enzimas corporais e gozar de boa saúde.

«Viagens na Minha Terra» é o título mais recente da coleção 'Clássicos Portugueses' da Livros do Brasil

Depois de em 2019 lançar Amor de Perdição, de Camilo Castelo Branco, e no início deste ano publicar o romance de Júlio Dinis Uma Família Inglesa, a Livros do Brasil põe à venda no final desta semana o terceiro título da colecção 'Clássicos Portugueses'.

Viagens na Minha Terra é uma obra marcante do movimento romântico em Portugal, foi originalmente revelada em folhetins, iniciando-se a sua publicação há precisamente 175 anos. Almeida Garrett (1799-1854) narra-nos aqui a sua jornada de Lisboa a Santarém, combinando as descrições das paisagens e das gentes com geniais divagações e reflexões sobre o estado do país. O fundador do romantismo em Portugal acrescenta ainda a estas páginas sumarentas a história novelesca de Carlos e Joaninha, numa mistura de géneros e linguagens, que vão do clássico ao popular, do jornalístico ao dramático.

Esta é a odisseia que Almeida Garrett fez pelas terras do seu país. Aí visitou as ruas e os cafés, as igrejas e os túmulos, ouvindo pelo caminho uma história de amor em tempos de guerra, vivida por Carlos, que luta pelos liberais, e sua prima, Joaninha, a menina dos rouxinóis. Neste impressionante relato sem igual na história da literatura portuguesa, o autor não deixa dúvida sobre os seus intentos: «protesto que de quanto vir e ouvir, de quanto eu pensar e sentir se há-de fazer crónica». Quanto tempo permeia então uma ida de Lisboa a Santarém? Quanto tempo baste para se percorrer uma e outra vez as Viagens na Minha Terra.