quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Livros de John dos Passos e Pierre Lemaitre, a 4 de Outubro disponíveis

A 4 de Outubro chega às livrarias dois livros com o carimbo da Clube do Autor. 

Um dos títulos é Portugal - Uma História de Conquista, de John dos Passos, um dos maiores escritores do século XX segundo o National Review.
No início do século XV, as caravelas portuguesas começaram a explorar a costa africana e o Atlântico. Um século depois, os galeões nacionais atravessavam o oceano para o Brasil e dobravam o Cabo da Boa Esperança para alcançar o Oriente. Durante um século procuraram, sem perder a esperança, Preste João, considerando que seria um importante aliado na luta contra os muçulmanos e os turcos.
Portugal – uma história de conquista (tradução de Isabel Jardim) não relata apenas estes e outros factos mais conhecidos. Nesta obra, John dos Passos descreve os maiores acontecimentos da nossa História, mas também os eventos aparentemente insignificantes que tornaram Portugal numa das maiores potências europeias no século XV.
Neste livro rico em pormenores, o autor explora a complexidade das intrigas nas cortes e esboça retratos notáveis dos membros da família real. Tendo por base uma investigação histórica, Portugal – uma história de conquista é um relato extraordinário sobre o esforço de um grupo de pessoas para alargar horizontes.


A Cicatriz do Mal, da autoria de um dos grandes nomes das letras francesas, Pierre Lemaitre, é um thriller revelador de um escritor na plena posse das suas qualidades estilísticas. Este é mais um policial de cortar a respiração protagonizado pelo inconfundível Camille Verhœven.
Galerie Monier, Paris. Uma mulher é apanhada de surpresa por três homens armados que assaltam uma joalharia em plena galeria de lojas dos Campos Elísios. A mulher chama-se Anne Forestier. Trata-se nada mais nada menos do que a companheira do comissário Camille Verhœven, responsável pela Brigada Criminal. Fazendo tábua rasa da lei e correndo o risco de perder o posto de trabalho, o comissário esconde dos demais polícias o facto de conhecer Anne e toma a investigação a seu cargo. É o primeiro passo de uma manipulação orquestrada por um assassino vingativo. Na realidade, quem dá caça a quem? E quem é a verdadeira presa?
Gravemente ferida e coberta de cicatrizes, Anne fica internada no hospital, até que Camille a esconde na casa isolada que herdou da mãe. Perseguida por um dos atacantes, esta misteriosa mulher manterá o comissário na corda bamba, tanto a nível pessoal como profissional. Digno herdeiro de Sherlock Holmes e Hercule Poirot, com uma costela de Philip Marlowe, o comandante é um mestre na arte de bem investigar, mas este caso revela-se uma manipulação com requintes de vingança pessoal.
Como habitualmente acontece na escrita de Lemaitre, as aparências enganam, e Camille acabará por compreender que é vítima de uma intriga que remonta ao passado, vendo-se obrigado a recorrer a todos os expedientes e mais algum para descobrir o responsável, bem como as razões que motivam o enigmático assassino.

«Lemaitre eleva o género negro a um nível que raramente se encontra: o lugar onde mora a literatura.» Le Figaro Magazine

«Um excelente escritor de livros de suspense.» Stephen King

«Lemaitre é um autor imprescindível no panorama literário atual. […] A cicatriz do mal é um romance de ação vibrante, visualmente perfeito.» El Periódico de Catalunya

Novidades da Gradiva com destaque para «O 8.º Hábito – Da Eficácia à Grandeza», de Stephen R.Covey

O 8.º Hábito – Da Eficácia à Grandeza
de Stephen R.Covey

Tecnologia versus Humanidade - O confronto futuro entre a Máquina e o Homem
de Gerd Leonhard


Elementos Essenciais de Sociologia Geral
de David Pascoal Rosado

Luís de Albuquerque - Um Cientista Português
de Natália Bebiano da Providência


Os Tempos e os Modos da Justiça - Uma Visão Europeia
de Orlando Afonso

Segredos de Gestão Estratégica e Inovação - A PT e Outros Desafios de Murteira Nabo
de Albertina Dias

«Amando Pablo, Odiando Escobar», um dos grandes destaques da rentrée literária do Penguin Random House

O Grupo Editorial Penguin Random House já deu a conhecer alguns dos títulos que marcam a sua rentrée literária. Eis os textos sinópticos desses livros, alguns já estão à venda, outros chegarão aos escaparates livreiros muito em breve.
A Estrada Subterrânea
de Colson Whitehead
Cora é escrava numa plantação de algodão no Estado sulista da Geórgia. A vida é um inferno para todos os escravos, mas particularmente difícil para Cora. Abandonada pela mãe, ela cresce no meio da mais difícil solidão, a dos que são marginalizados pelos seus iguais. Quando Caesar, um jovem escravo acaba de chegar do Estado vizinho da Virgínia, lhe fala da estrada subterrânea, os dois decidem correr um risco fatal e fogem da plantação, rumo ao Norte e à Liberdade. Nessa madrugada de mau presságio, inicia-se uma fuga sangrenta, uma odisseia de esperança e de desilusão.
«Incrível. Poderoso.»
Barack Obama

«Um romance poderoso, quase alucinante… Eco de Toni Morrison, Victor Hugo e Ralph Ellison. Pinceladas de Jorge Luis Borges, Franz Kafka e Jonathan Swift…»
The New York Times

«Uma Obra-prima, profunda e plenamente conseguida, uma peculiar combinação de história e fantasia que levará os críticos a fazerem comparações justas com Toni Morisson e Gabriel García Marquez…»
The Boston Globe


Menina Boa, Menina Má
de Ali Land
Quando Annie, 15 anos, entrega a sua mãe à polícia espera um novo começo de vida — mas será que podemos realmente escapar ao nosso passado? A mãe de Annie é uma assassina em série. Annie ama a sua mãe, mas a única maneira que tem de a fazer parar é entregá-la à polícia. Com uma nova família de acolhimento e um novo nome — Milly —, espera um novo começo. Agora pode ser quem quer. Mas, com o julgamento da mãe à porta, os segredos do passado de Milly não vão deixá-la dormir… Quando a tensão sobe, Milly vai ter de decidir: será uma menina boa? Ou uma menina má? Porque a mãe de Milly é uma assassina em série. E ela é sangue do seu sangue.

As Nossas Almas na Noite
de Kent Haruf
As nossas almas na noite é uma pequena jóia literária: uma história breve, comovente, agridoce, mas inspiradora e bem-humorada, sobre as segundas oportunidades na vida, mesmo quando parece ser tarde demais.
Em Holt, uma pequena cidade do Colorado, Addie Moore faz uma visita inesperada a Louis Waters, seu vizinho. Viúvos, às portas da velhice, ambos tentam acomodar-se a uma vida diferente, nas casas agora vazias. O mais difícil de suportar são as longas noites solitárias. Addie não está disposta a aceitar uma vida tão cinzenta, e então propõe a Louis que ele passe a dormir em sua casa, para ambos terem alguém com quem conversar à noite. Perante tão inesperado convite, Louis não tem opção senão aceitar. Pouco a pouco, Louis e Addie vão despindo a alma nessas noites, revivendo os sonhos da juventude, as doçuras e amarguras do casamento, as esperanças do passado, os medos do presente. Noite após noite, os dois estão cada vez mais certos de querer passar juntos o resto dos seus dias. Neste aclamado romance, que terminou poucos dias antes de morrer, Kent Haruf retrata com ternura e delicadeza as segundas oportunidades e a emoção de redescobrir os pequenos prazeres da vida que podem ganhar um novo sentido mesmo quando parece ser tarde demais.

Amando Pablo, Odiando Escobar
de Virginia Vallejo
A incrível história de amor entre o narcotraficante mais procurado do mundo e a estrela mais famosa da Colômbia
Em junho de 2006 um avião da DEA retirava Virginia Vallejo da Colômbia. A sua vida ficou em perigo, quando se tornou testemunha-chave num dos processos criminais mais importantes da segunda metade do séc. XX no seu país: o assassinato de um candidato presidencial e o holocausto do Palácio da Justiça colombiano.
25 anos antes, Virginia Vallejo era a apresentadora de televisão mais importante na Colômbia e capa das mais importantes revistas do mundo. Cortejada por milionários e políticos, em 1982 conhece Pablo Escobar, um político que comandava um mundo de riqueza inigualável.
A sua história de amor foi convertida numa crónica de horror e vergonha, que descreve a evolução de uma das mentes criminosas mais sinistros do nosso tempo: a sua capacidade de infundir terror e gerar corrupção, as ligações entre os negócios ilícitos e várias figuras de Estado, assassinatos e a guerra que engoliram o seu país. Amando Pablo, Odiando Escobar é também uma visão íntima do barão da droga, plena de glamour e espírito de sobrevivência.

Instrumental
Memórias de Música, Medicina e Loucura
de James Rhodes
«Abusaram de mim aos seis anos. Internaram-me num hospital psiquiátrico. Fui viciado em drogas e álcool. Tentei suicidar-me cinco vezes. Separaram-me do meu filho. Mas não vou falar disso. Vou falar de música. Porque Bach salvou-me a vida. e eu amo a vida.»
Instrumental é um testemunho apaixonado e apaixonante, negro e luminoso sobre o poder terapêutico da música e a sua capacidade de transformar as nossas vidas, mas também, e sobretudo, sobre a nossa própria capacidade de reinvenção.
Uma Vida Alemã
de Brunhilde Pomsel e Thore D. Hansen
Em Uma Vida Alemã Brunhilde Pomsel, antiga secretária de Joseph Goebbels, dá conta da sua falta de interesse face à ascensão dos nacional-socialistas e das suas próprias aspirações, em tempos de decadência social e moral — de que o aparelho nazi, para quem ela trabalhava, é o expoente máximo. Thore D. Hansen organiza e regista, neste excepcional documento, as memórias desta alemã, secretária de Goebbels, traçando um impressionante paralelo entre aquela época e os dias de hoje. Assim, este livro constitui, deveras, uma chamada de atenção para a geração atual.

O Teu Rosto Amanhã
1- Febre e Lança
de Javier Marías
«Não deveria contar nunca nada», começa por dizer o narrador desta história: Jaime ou Jacobo ou Jacques Deza. E, no entanto, a sua tarefa vai ser precisamente a de contar: contar tudo, até o que ainda não aconteceu. Entre a intimidade do casamento de Deza e as traições mortais da Guerra Civil Espanhola, Javier Marías tece uma história densa e apaixonante, que nada fica a dever aos melhores romances de espionagem. Pelo caminho, como no conjunto da sua obra, tece uma reflexão extraordinária sobre a natureza humana. Até que ponto podemos conhecer realmente os outros? E seremos capazes, nesse intento, de nos salvarmos da febre e da dor?

Romances lançados recentemente pela IN Edições

Eis, respectivamente, as sinopses dos romances Todas as ondas do mar, de Kerry Lonsdale, e O que nos separa, de Ann Brashares, as mais recentes novidades da IN Edições, uma editora do Grupo Zero a Oito cuja filosofia assenta na promoção um estilo de vida independente, intimista e apaixonante, direcionada para o público em geral, mas focada sobretudo no universo feminino.

Depois de um desastre avassalador destruir a sua família, Molly Brennan foge do amor da sua vida e dos erros trágicos que cometeu. Passados doze anos, tem uma vida nova com a sua filha de 8 anos, Cassie. Molly é agora professora de História da Arte e cria joias tão únicas e resistentes como o vidro temperado pelas ondas que recolhe junto ao mar, construindo para a sua filha um ambiente seguro e pleno de amor e carinho — algo que sempre faltou a Molly. Mas quando Cassie é atormentada com visões assustadoras e pesadelos terríveis, Molly vê-se obrigada a regressar ao único local onde jurou nunca voltar: a sua casa de infância.

O verão para Sasha e Ray é sinónimo de apanhar banhos de sol, estendidos no areal à frente da antiga casa de Long Island. Desde a infância que os dois partilham tudo: leem os mesmos livros, seguem as mesmas pegadas na areia da praia, comem pêssegos comprados no mesmo mercado, riem à mesma mesa da mesma sala de jantar. Até dormem na mesma cama, cobertos pelos mesmos lençóis de algodão. No entanto, nunca se conheceram.
O pai de Sasha já foi casado com a mãe de Ray, e juntos tiveram três filhas: Emma, a perfeccionista; Mattie, a bela; e Quinn, a preferida. Mas o casamento desmoronou-se, e a amargura criou raízes. Agora há duas novas famílias… e nenhuma delas desiste da casa de praia que foi o cenário de tantas lembranças, boas e más, de verões passados.
As escolhas que fazemos regressam para nos assombrar e o seu efeito nos nossos destinos foge ao nosso controlo… ou será que não? Este verão, as vidas de Sasha, Ray e das irmãs que ambos partilham intercetam-se de maneiras que nunca nenhum deles alguma vez sonhou. Um romance brilhante sobre relações familiares, segredos bem guardados e, acima de tudo, amor.

Colecção de 10 livros com as histórias dos reis contadas às crianças

No regresso às aulas, a Editora Zero a Oito acaba de publicar Viva o Rei, uma série de 10 livros infantis com as histórias dos reis portugueses contadas às crianças de forma simples, para que elas vejam o passado com curiosidade e percebam o presente enquanto se divertem e aprendem. D. Sebastião, D. Dinis e D. Carlos são alguns dos monarcas cujas aventuras e feitos podem ser encontrados nesta colecção didática.
De referir que esta semana chegou às livrarias um livro infantil com a mesma temática: Aqui D’el Rei: Todos os Reis de Portugal num Só Livro!

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Conhecer todos os reis da Monarquia Portuguesa é o desafio de livro infantil publicado pela Booksmile

De D. Afonso Henriques a D. Manuel, as crianças vão aprender tudo sobre os acontecimentos mais importantes da Monarquia portuguesa.
Aqui D’el Rei: Todos os Reis de Portugal num Só Livro!, da historiadora Paula Fernandes, vai despertar a curiosidade dos mais novos e auxiliará pais, educadores e professores na tarefa de ensinar a História de Portugal!
As ilustrações, de Mariana Flores, e as atividades vão tornar esta viagem pela História ainda mais divertida! O livro, publicado pela Booksmile, é recomendado para crianças a partir dos 8 anos.
Conhece aqui outros livros com a mesma temática.

O diário mais famoso do mundo é adaptado para banda desenhada

O Diário de Anne Frank começou a ser escrito há 75 anos, foi publicado pela primeira vez há 70, e para celebrar as efemérides vai ser agora lançado numa nova versão: a sua primeira e única adaptação a banda desenhada.

Tendo como base os textos originais de Anne Frank presentes na versão definitiva do Diário, este livro ganha nova vida pelas mãos do argumentista e realizador Ari Folman e do ilustrador David Polonsky. O Diário de Anne Frank - Diário Gráfico é publicado pela Porto Editora amanhã.

Esta edição inaugura um novo conceito, o de «diário gráfico», patenteado pela Fundação Anne Frank, principal dinamizadora deste projeto que ilustra os 743 dias que Anne Frank viveu escondida, com mais 7 pessoas, num anexo em Amesterdão.

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Toda a poesia de Eugénio de Andrade num só livro

A Assírio & Alvim publica a 21 de Setembro Poesia, um livro que em 672 páginas compila toda a poesia de Eugénio de Andrade, a partir da última edição revista em vida pelo autor e com prefácio de José Tolentino Mendonça.
«Já passou uma década do seu desaparecimento, e o tempo encarregar-se-á de revelá-lo, sempre mais decididamente, como um clássico da literatura portuguesa e europeia. Há que dizê-lo com as letras todas: Eugénio de Andrade revolucionou a nossa poesia. Até ele a poesia era uma espécie de ponto de passagem para outra coisa, representação de uma realidade anterior ou para lá do próprio poema. Com ele a poesia deixa de ser veículo e torna-se substância de si. Termina o primado da ideia sobre a palavra. Por isso, como sublinhou Prado Coelho, "em Eugénio de Andrade, o poema é, na sua admirável transparência, duma opacidade total: ele não permite que se veja através dele, porque continuamente nos reafirma que tudo está nele". E Eduardo Lourenço dirá, em registo lapidar, que "a sua poesia é a primeira poesia da poesia da nossa Literatura".»
José Tolentino Mendonça