quinta-feira, 21 de junho de 2018

Próximos romances a lançar pela Alfaguara

Os meninos da Camorra
de Roberto Saviano

O primeiro e imperdível romance de Roberto Saviano.
O retrato tão assustador quanto comovente de uma infância roubada.

Nápoles, lugar de luz e sombra, cidade bela e terrível, o reino da Camorra.
Um bando de rapazes sem rei nem roque cruza as ruas de Nápoles nas suas motorizadas. Chamam-se Marajá, Dentinho, Lollipop, Drone. Os miúdos calçam sapatos de marca e trazem tatuados nos braços os nomes das suas paranza, os seus gangues.
Não querem ter de se levantar cedo todos os dias, como os pais, para ir ganhar algum. Querem mais, querem ter tudo. Em Nápoles, essa é uma possibilidade que está ao alcance daqueles que escolherem o lado certo da Camorra. E dos que não tiverem medo de matar. Ou de morrer.
Nos telhados da cidade, os rapazes treinam com metralhadoras, fazem pontaria a contentores do lixo, disparam para janelas alheias. A vida de uma pessoa vale menos que uma palavra. Sentem-se imortais, até ao dia em que a sua própria vida fica no fio da navalha.

Do autor de Gomorra e ZeroZeroZero - dois dos mais corajosos e impactantes livros de investigação das últimas décadas -, chega um grande romance, brutal na sua força, magistral no seu retrato de uma juventude perdida. Uma corajosa peça de ficção que se converte em crónica de uma cidade corrompida, corroída, em que o sangue se paga com sangue. Crónica de uma cidade que poderia ser muitas outras e de um tempo que requer uma urgente reflexão, Os meninos da Camorra é um romance imperdível.

Sobre a obra de Saviano
«Sinto-me muito pequeno, quase insignificante, quando comparado com a dignidade e a coragem do escritor e jornalista Roberto Saviano, o homem que teve o talento de dominar a arte da vida.» José Saramago

«Devemos agradecer a Roberto Saviano ter devolvido à literatura a capacidade de abrir os olhos e a consciência.» Mario Vargas Llosa



Laços
de Domenico Starnone

Um romance magistral sobre as forças subterrâneas do amor.
De um dos mais destacados autores italianos, vencedor dos Prémios Strega, Bridge, Castiglioncello e Comisso.
Eleito um dos melhores livros do ano pelo The New York Times, Kirkus Reviews e The Sunday Times.

«Aprendemos os dois que, para vivermos juntos, devemos dizer um ao outro muito menos do que aquilo que calamos.»
O amor é um jogo sublime. E uma perigosa armadilha.
Como muitos casamentos, o de Vanda e Aldo foi sendo desgastado pelo tempo, a tensão, o atrito, a rotina, a infidelidade. Mas sobreviveu ileso. Ou talvez não.
Olhando de perto, com atenção, é possível ver as finas fissuras que podem estilhaçar o casamento, como uma pequena jarra que se toca ao de leve e se desfaz em mil pedaços.
O que deixamos para trás quando deixamos alguém? Uma casa, uma família, um passado, uma ideia de futuro?
Quão fortes são os laços que nos unem aos que amamos? E quão livres nos permitem ser?

Domenico Starnone oferece-nos um olhar incisivo e terno sobre o amor, o casamento, a família, o legado que deixamos aos nossos filhos e o lugar que a liberdade individual pode ter no meio de tudo isso. Um romance provocador, intensíssimo e verdadeiro, pela mão de um dos maiores nomes da literatura italiana contemporânea.

Elogios da imprensa
«Um livro de enorme inteligência e impacto emocional.»
The New York Times

«O relato agudo de um casal em crise. (...) Uma história brilhante e cortante como um pedaço de vidro.»
The Guardian

«Um romance superlativo. A radiografia de um amor que de amor apenas tinha o nome. A escrita brilhante de Starnone é como um tornado.»
Il Giornale

«Cada detalhe faz sentido, desde o nome do gato da família à forma particular de Aldo atar os sapatos. Laços é uma joia literária, que se destaca pelas personagens singulares e pela clareza do estilo.»
BBC
 www.gostodeler.pt 

2 comentários:

artana disse...

Gostava mesmo de ler esse primeiro livro...

Sofia Rocha disse...

Adorei a ssugestões :-)